Sábado, 9 de Dezembro de 2006

Como é bom amar...

 

Os dedos passeiam, devagar, pelas linhas imaginárias que teimas em descobrir. Provocas um arrepio que faz o corpo sobressaltar, provocando uma pequena dor que se transforma em desejo. Sinto os caminhos que segues, escrevendo na ponta dos dedos as cor e a textura de minha pele…

 

Os lábios tocam-se suavemente, lembrando o toque perfeito da asa de uma borboleta que levanta voo num raio de sol. Bocas que se completam, se reconhecem e se desejam… Línguas que se encontram e se descobrem… A vida ganha o sabor das bocas unidas no silêncio de um beijo.

 

Os corpos unidos nos sentidos que se despertam envolvem-se numa dança sensual, ritmada pelas batidas descompassadas do coração, pela respiração que se faz ofegante e pelos murmúrios que ecoam no vazio. Movimentos ondulantes que se ajustam e se completam, formando um único ser…

 

Sensações que acordas nos gestos sonhados, cheiros que os sentidos descobrem no instante em que te inventa, sabores que te trazem na memoria que te recorda a cada momento… Sentidos de um amor que nascem e morrem a cada segundo de minha vida, para me lembrarem…

 

…como é bom amar!!

 


Escrito da alma: Madalena às 16:13
De Rita a 9 de Dezembro de 2006 às 18:43
Madalena...infelizmente não tenho o privilégio de te conhecer pessoalmente e foi por acaso que te descobri mas ainda bem que isso aconteceu. As tuas palavras são sempre maravilhosas e transmitem na perfeição o que todos nós sentimos, mais cedo ou mais tarde, por razões iguais, semelhantes ou nem por isso...mas os sentimentos estão sempre lá! Muitos parabéns! continua assim, que eu vou continuando por cá! Sê Feliz! *


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004