Segunda-feira, 24 de Julho de 2006

Um dia de saudade...

O tempo está parado, suspenso no alto das arvoras que ladeiam o rio, preso nos ramos dos Pinheiros que parecem entender meu silêncio. Não se ouve nada além da água do rio, límpida e gelada, que murmura a melodia de sempre... canta minha saudade ao ritmo de uma lagrima que teima em cair!

 

A aldeia parece deserta... O sol abrasador reflecte-se no espelho de água e toca minha pele, queimando na lembrança de uma caricia suave. O olhar perdido no horizonte dos montes que cercam a pequena aldeia, deixo o pensamento voar, de asas abertas ao encontro de um sorriso.

 

Olho em volta, a tenho a sensação de estar presa numa aguarela que alguém pintou num momento de pura magia. As varias tonalidades de verde contrastam com as casas de pedra e com os espigueiros de madeira... algumas casinhas pintadas de branco dão cor as encostas do monte. Lá no alto, a igreja... Um quadro que sempre me envolveu na sua beleza, no seu silêncio e nos seus aromas... meu quadro perfeito!

 

Entro na água e fecho os olhos... a alma arrepia-se na sensação doce de ser tocada. O rio tomou a forma de teu abraço, o silencio fala-me de tua saudade e os cheiros ganham o arome de teu perfume. Deixo de estar só na tela onde te invento junto a mim.

 

Ao longe, alguém toca uma melodia nas notas soltas de um acordeon... A aldeia enche-se de som. O sol vai se deitando devagar e está na hora de partir, rumo á outra vida, á outros sentidos... mas sei que sempre que voltar, na beira deste rio, ao aconchego desta aldeia que me adoptou e que amo, de novo irei estar contigo...

 

Porque estás e estarás sempre na magia que eu inventar para te ter perto de mim!


Escrito da alma: Madalena às 10:07
De Sereia Azul* a 28 de Julho de 2006 às 00:07
Olá!
Ousei entrar neste teu cantinho e gostei do que li e senti. Na verdade, identifiquei-me muito com a tua escrita.

Uma brisa de mar no teu coração...

Sereia Azul*


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004