Domingo, 7 de Maio de 2006

Não há palavras...

Há dias em que as palavras perdem o significado e por muito que queira lhes dar alguma vida, não ganham a magia necessária… ficam pequenas, reduzidas a pequenas manchas numa folha branca…
 
Há dias em que as folhas brancas de minha vida são apenas preenchidas com meus sentidos, pelo que sinto e nada pode traduzir isso… Por muito que tenta encontrar uma palavra para definir, não encontro… Será tão difícil assim escrever o que o coração diz a cada batimento?
 
A alma parece presa no tempo, suspensa numa emoção que lembra um instante em que se fez magia… Só o silêncio ecoa nas pontas dos dedos e as páginas da vida pintam-se de ausência sentida… nada pode desenhar o sentimento que nasce na alma!
 
Mas não desisto das palavras, pois sempre foram a voz do meu coração e vou continuar procurando por aquelas que descrevem um sorriso, um abraço terno…um beijo doce… Por aquelas que cantam a poesia e fazem as mais belas melodias de amor… Não vou desistir, não…
 
E sei que quando o sonho, de novo, iluminar a noite de mil estrelas, eu terei em meu peito as sílabas que irão construir cada gesto, cada olhar teu… e sei que quando o dia amanhecer, o sonho será uma doce realidade em que os sentidos terão finalmente as palavras certas para dizer tudo o que a alma sente…  
Madalena

Escrito da alma: Madalena às 19:24
De C. a 10 de Maio de 2006 às 15:32
E porque havias tu de desistir das palavras? Acaso desejas desistir da vida???...

As palavras não são meras junções de letras, aglutinações de caracteres ou desenhos de formas normalizadas.
As palavras não são meras construções silábicas… todas definem algo… com todas constróis frases… com todas iluminas os sentidos.

Alem disso, para ti, as palavras são o corpo que mostras, a alma que deixas pressentir e a vida que os outros acham que vives… só através das palavras te dás a conhecer.

Sem palavras não estás, nem és.

Sei que, muitas vezes, te faltam as palavras (tal é a força do teu sentir). A mim também… Mas, da mesma maneira que eu alimento a tua força e o teu sentir (e tu o meu), também alimentarei as tuas palavras e, quando te sobrar silencio, pensa apenas que estás a tomar balanço para o novo sonho que darás a conhecer.

Beijo-te… toda.


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004