Sábado, 10 de Abril de 2004

Minha dor...

As horas vão passando, devagar, num doloroso silêncio, que magoa por demais meu pobre coração. Onde estas? O que aconteceu? A ausência faz os pensamentos voarem por caminhos de dor, de angustia e de muita saudade. Como apagar essa solidão que teima em entrar no meu coração, fazendo tua voz se afastar aos poucos?
Como aguentar este silêncio que gela minha alma? Quero ouvir-te, quero de novo estar contigo!
Perco o juízo com a falta que me fazes. Eu sabia que descobrindo o amor, encontraria dor, mas não imaginava que pudesse doer tanto, estar sem ti.
Não posso acreditar que o tempo, que sempre foi nosso companheiro de «namoro», se tenha virado contra nos. E não quero acreditar, que por alguma razão, te tenhas esquecido de mim.
Não tenho outra solução, fico aqui quietinha a tua espera.
Estas fazendo dos segundos, uma tortura para o meu coração.
Já não sei mais o que inventar para acalmar esta solidão. Só tu, podes-me tirar deste sofrimento.

Escrito da alma: Madalena às 16:59
| Comenta aqui
1 comentário:
De Anónimo a 10 de Abril de 2004 às 20:39
Dói tanto que parece que a dor é mesmo física. Nunca pensei que fosse assim até senti-lo. E surpreendeu-me. No outro dia li estas palavras que te deixo agora... "Sinto-me feliz porque me magoei... isso quer dizer que um dia fui muito feliz e posso voltar a sê-lo". Ser capaz de amar assim, tão profundamente, é uma benção. Só que dói um pouco mais... Jinhos e força. Espero que consigas o que queres, que ele volte. Mas, senão, pensa que há alguém algures por aí à espera de ser amado como só tu o sabes fazer. Tens é de predispôr-te a procurá-lo. Jinhos :)Cris
(http://www.palavrasaovento.blogs.sapo.pt)
(mailto:Cfrosta@sapo.pt)


Comentar post

.Meu selo...


fg.jpg


.Meu outro blog


Image Hosted by ImageShack.us

.Outro Blog Meu


Image Hosted by picoodle.com

.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.Meu contador de visitas...