Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2005

Quero asas!...

Tweety!.gif


Quero asas para voar… explorar novas terras, atravessar outros mares.
Quero asas para voar… fugir de mim mesma, sem para trás olhar.
Quero asas para voar… descobrir o que a vida me pode dar.
Quero asas para voar… nos sonhos que fazem da noite um cantinho especial, onde posso descansar.
Mas asas  não tenho, por isso deixo-me estar, seguindo apenas os batimentos do meu coração, num caminho onde o pensamento tem vontade própria e o sonho trás de volta tudo e todos aqueles que por momentos me fizeram sorrir…


Escrito da alma: Madalena às 08:21
| Comenta aqui
7 comentários:
De Anónimo a 7 de Janeiro de 2005 às 22:23
O pensamento voa... mas será o suficiente? Obrigada Vitor pelo teu comentario.madalena
</a>
(mailto:madalena_ruiva@sapo.pt)


De Anónimo a 7 de Janeiro de 2005 às 19:38
Um ano cheio de alegria para ti, Paula... O meu não acabou bem e parece que o novo tambem começa mal... Vamoss ver no que dá. Beijo madalena
</a>
(mailto:madalena_ruiva@sapo.pt)


De Anónimo a 7 de Janeiro de 2005 às 19:36
Se ao menos o pensamento fosse facil de guiar...talvez aí fosse bom deixa-lo voar... Humberto, deves voar nessa tua nave por muitos sitios...quem dera ter uma e fazer igual...madalena
</a>
(mailto:madalena_ruiva@sapo.pt)


De Anónimo a 6 de Janeiro de 2005 às 22:05
Olá!Gostei muito do teu blog, tá muito fofinho e vejo que escreves muito bem, pelo menos eu gostei do que li!
Acho que todos pensamos como tu e todos queriamos ter asas para voar, e poder fazer dos nossos sonhos relaidade de cada dia, mas olha lá por não termos asas não podemos deixar de sonhar, por isso sonha muita!
Beijinhos e visita-me!sandra
(http://poetisasonhadora.blogs.sapo.pt)
(mailto:sesdias@hotmail.com)


De Anónimo a 6 de Janeiro de 2005 às 22:00
O primeiro comentário decerto te ajudará, se, entretanto te prepares para isso. Por outro lado, a vontade própria, que dizes que o pensamento possuí. Provavelmente te ajudará bem mais depressa a obteres as asas que tanto desejas....vitor
</a>
(mailto:vitorgoncalves227@sapo.pt)


De Anónimo a 6 de Janeiro de 2005 às 21:49
Oiee, como foi sua passagem para o ano novo?
Aqui foi tudo ótimo. Saudade.
Beijão.Paula Barros
(http://paulabarros.blogs.sapo.pt/)
(mailto:pb@paulabarros.trix.net)


De Anónimo a 5 de Janeiro de 2005 às 21:47
Muita profundidade e sentimento de ti Madalena, neste "Quero asas!...". Sem dúvida, um bom momento ímpar de imaginação aqui no teu espaço. É verdade que não tens asas. Mas quem nos dera a nós as ter, não seria delicioso? Possuirmos a faculdade para viajarmos, a qualquer instante, para onde quisessemos, até mesmo para o outro lado do mundo. Seria só bater as asas. Mas, nem tudo, creio eu, estar perdido. Quando, Madalena estiveres em momentos de silêncio, sem que alguêm ou algo te possa perturbar, encostas-te, fechas os olhos, respiras fundo e calmamente deixas voar o teu pensamento, visualizando algo que te seja muito querido. Experimenta. Vais ver que vais gostar. Deixar voar o pensamento, é provávelmente a única liberdade que nos é permitida nesta atmosfera poluída.Humberto
</a>
(mailto:Lightwizardhe@hotmail.com)


Comentar post