Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2006

Uma folha branca...

por do sol2.jpg


Foto by São (minha mana!) 


A cada dia que passa, mais uma folha branca se abre diante de mim... deveria escrever o que á vai preencher. Deveria pintar um céu azul, um campo salpicado de papoilas... pintar o som de um rio a correr, da canção da brisa nas arvores... um sorriso, um abraço...pintar a doçura de um beijo...
Deveria pintar uma tela perfeita para que a folha fosse colorida com as cores do arco-íris, com o cheiro a maresia, com o batimento suave de um coração...


Mas a folha teima em permanecer branca... As palavras ficam presas no pensamento e recusam-se a soltarem-se. O olhar perde-se num horizonte que foge de mim sempre que o quero alcançar. Queria tanto poder chegar a esse lugar, esse fim do mundo que me chama, que me abre os seus braços e que me envolve numa doce sensação de porto seguro...


Então o coração bate mais forte, e o pensamento traz de volta a magia de um tempo que parou, numa doce saudade mas que continua dia após dia, a fazer sorrir, a fazer sonhar... Então, na lembrança, nascem de novo as cores perfeitas e a folha deixa de ser branca. O vazio de novo preenche-se com a doce melodia de uma canção que marca o ritmo de meu coração...


Misturo o verde e o azul, nasce um mar calmo... deixo algum branco aqui e ali, e as ondas vem devagarinho beijar o dourado da areia.... salpico de luz um fundo preto e invento um céu estrelado. Para o tornar mais iluminado, penduro á um canto uma lua cheia... cheia de magia!! O meu horizonte fica preso por um momento nas cores quentes de um por de sol, no feitiço de uma alma, que se entrega ao calor de um abraço.


Finalmente as palavras voltaram a ganhar vida e nesta folha branca que é minha vida, voltou de novo a pintar a tela perfeita de um sentimento doce que é o amor!!


Escrito da alma: Madalena às 10:22
| Comenta aqui
9 comentários:
De Anónimo a 26 de Fevereiro de 2006 às 11:43
Encontrei teu espaço por acaso, em busca de imagens, e encontrei palavras!!! Belas e profundas palavras que traduzem sentimentos, emoções. Amei o que li!! Um grande abraço, e parabéns!!Monica Medeiros
(http://www.monicaamorepoesia.com.br)
(mailto:monicaamelia@hotmail.com)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2006 às 22:27
Amar a tua ausência, neste paradoxal sentimento de tanto desejar-te aqui. Luís Leal
(http://spaces.msn.com/members/lealparaq/)
(mailto:lealparaq@hotmail.com)


De Anónimo a 1 de Fevereiro de 2006 às 23:18
Mas que delicia continua ser vir ler-te minha nininha...
Beijos ternosPerfect Woman
(http://perfectwoman.blogs.sapo.pt/)
(mailto:perfect_woman63@sapo.pt)


De Anónimo a 31 de Janeiro de 2006 às 22:28
encontrei o teu cantinho através da perfect woman. Ler-te foi um balsamo á minha alma. senti a leveza da tua folha branca.
Jinhos fofosIsa
(http://singular.blogs.sapo.pt)
(mailto:singularidade@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Janeiro de 2006 às 17:06
Ser-se alma e entregar-se a ti é fácil... o difícil é querer tocar-te e não te poder tocar; querer sentir-te e não te poder sentir; querer ter-te e não te poder ter; querer dar-te e não te poder dar. ...ser-se alma e entregar-se a ti é fácil... Beijo-te.C.
</a>
(mailto:c@inbox.com)


De Anónimo a 30 de Janeiro de 2006 às 10:38
O talento imenso que tens nas mãos, fazem com que o escopo e cinzel que é este blogue, te faça dar belas formas à maravilhosa língua portuguesa. Parabéns!! Só falta mesmo é pores umas musicas PORTUGUESAS, para que possa ler os teus belos textos, com belos poemas como som de fundo.
Um beijo!Luís Leal
(http://spaces.msn.com/lealparaq/)
(mailto:Lealparaq@hotmail.com)


De luciobalula@sapo.pt a 29 de Março de 2007 às 20:14
A beleza sensualista da escrita
No retrato incessante de uma emoção,
Paixão devaneante,
Vivida no calor de uma corrente contra a qual não consigo remar,
E supero-me exponencialmente a cada lua no teu espreitar!!!

Tomei a liberdade de te roubar uma foto que me tocou. Perdão!

Poesiabalulistica.blogspot.com

Sou apenas um iniciante, deliciado com a beleza deste teu esplendor


De Diego a 13 de Abril de 2007 às 23:28
Muito lindas seus poemas e poesias Madalena!
Tomei a Liberdade de copiar uma delas (uma folha branca) em meu perfil no orkut, claro que lhe dando o devido crédito, tá? desculpe mais naum resisti, tem muito a ver com meu momento atual.


De neo anderson a 8 de Outubro de 2007 às 17:39
tá bonito e gostei muito do poema uma coisa sei nada é impossivel basta acreditar e qunado menos se pensa acontece .
o meu email é psp1200@hotmail.com


Comentar post