Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2005

Terror de te amar

Terror de te amar num sítio tão frágil como o mundo


Mal de te amar neste lugar de imperfeição
Onde tudo nos quebra e emudece
Onde tudo nos mente e nos separa.


Sophia de Mello Breyner Andresen


Escrito da alma: Madalena às 19:05
| Comenta aqui
2 comentários:
De Anónimo a 18 de Fevereiro de 2005 às 22:04
Não serão nestes sítios frágeis e imperfeitos, os lugares certos para se amar e ser amado? Não é o amor a fé poderosa que faz mover montanhas? Não interessa o sítio, onde o amor se desenrola, interessa é o sentimento com que o pintamos e damos-lhe forma, desde que seja puro e leal.Humberto
</a>
(mailto:Merlinthewizardft@hotmail.com)


De Anónimo a 18 de Fevereiro de 2005 às 20:27
Em primeiro parabéns pelo blog. Além de lindo a musica de fundo fica-lhe mesmo a condizer, reparo que também gosta de Poesia. Em seguimento deste meu comentário, digo-lhe que também sou Poeta e recentemente publiquei um livro, estando a preparar já um próximo trabalho. No meu Blog irá encontrar alguns poemas meus e a referência ao meu livro. Voltarei ao seu cantinho. A Sophia e a minha POETA preferida. Saudações.M. Céu
(http://www.maisquepalavras.blogs.sapo.pt)
(mailto:mariaceucosta@sapo.pt)


Comentar post