Quinta-feira, 10 de Março de 2005

Estrelas...

Esta noite, deitei-me cedo, estava cansada e sentia falta do aconchego do meu cobertor. O sono logo me envolveu e já não estava na minha cama, já não havia silêncio...


Ouvia a canção do mar e sentia as ondas molhar meus pés. Estava na praia, iluminada pelas estrelas e por uma lua esplendorosa que se reflectia na escuridão da noite. O mar estava calmo e formava no horizonte uma linha branca de espuma como quem mostra que algo existe para além de um fim do mundo que quero tocar mas que se afasta a cada passo que dou...


Senti-me como um pequeno grão de areia perdida na imensidão da praia. Quando a água gelada me tocou, descobri que era apenas lagrimas salgadas. Não sei se eram minhas ou se seriam de todos aqueles anjos que lá do céu velam por mim e que eu amo... Naquela hora, fiquei sem saber se havia de me deixar levar pelas ondas ou se devia ficar na praia e continuar com o olhar perdido em busca de um farol que me resgatasse com sua luz... Quando a alvorada chegou, ainda estava naquela praia, fixando o horizonte onde o mar e o céu se tocam e se tornam um só...


Estrelas do mar, estrelas do céu, cada uma de vos tem o nome da saudade, da ternura e do carinho... e se tu estrela do mar guardas minhas lagrimas, nas tuas aguas misturadas com outras tantas choradas por corações magoados, a ti estrela do céu peço que iluminas minha vida e faças meu coração bater ao ritmo certo do amor...


Escrito da alma: Madalena às 10:55
| Comenta aqui
6 comentários:
De Anónimo a 15 de Março de 2005 às 18:49
Oi miga !!! obrigada por seu comentario em meu blog. És uma pessoa muito boa interiormente...Um beijo, XandyXandy
(http://azoresgay.weblogger.com.br)
(mailto:romeu75@gmail.com)


De Anónimo a 14 de Março de 2005 às 20:49
Vou estar ausente um tempo mas quis vir dizer adeus a quem sempre com muita simpatia me tratou. Muitas felicidades. Bj.Power
(http://descascados.blogs.sapo.pt)
(mailto:power31@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Março de 2005 às 22:11
Venho desejar-te um bom fim de semana, agradecer-te a visita e dizer-te que gosto muito do que escreves. Bj.Power
(http://descascados.blogs.sapo.pt)
(mailto:power31@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Março de 2005 às 11:27
Ola ... Adorei este artigo que escreveste. Mostras desta forma a pessoa maravilhosa que és interiormente!Beijinhos
Xandy
(http://azoresgay.weblogger.com.br)
(mailto:romeu75@gmail.com)


De Anónimo a 10 de Março de 2005 às 22:27
As lágrimas Madalena, tal qual eu já te havia dito anteriormente não são permanentes. Têm um fim. Assim como, a tempestade se acalma e dá lugar a um Sol radioso e escaldante. O amor expresso num sorriso é eterno e jamais perecerá. Como vês, alguêm, talvez os teus anjos, sendo teus amigos pretenderam-te oferecer um bálsamo. Mostrando-te de que existe algo mais, doce e afável, que o ritmo infernal na qual jogamos diáriamente um pouco das nossas vidas. Acredito, nos teus sonhos, com a mesma fé com que acredito de que um dia voltarás a essa praia da felicidade autêntica.Humberto
</a>
(mailto:Humbertothewizard@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Março de 2005 às 18:53
Adorei..Simplesmente lindo..Poix..Talvez as lagrimas seriam dos anjos, anjos que te tambem te adoram mt e sentem saudades tuas, deverias ter-te deixado levar pelas ondas, encontrarias um lugar ideal..linduh cm o mar.."e se tu estrela do mar guardas minhas lagrimas, nas tuas aguas misturadas com outras tantas choradas por corações magoados, a ti estrela do céu peço que iluminas minha vida e faças meu coração bater ao ritmo certo do amor...", vais ver que as estrelas vao iluminar o teu caminho e que te vai por num caminho onde sejas feliz..******** Lipinha
(http://www.postigagirl.blogs.sapo.pt)
(mailto:Postiga_girl41@hotmail.com)


Comentar post