Quarta-feira, 20 de Abril de 2005

Soneto de fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento
Antes e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento


Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento


E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angustia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama


Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.


Vinicius de Moraes


Escrito da alma: Madalena às 08:28
| Comenta aqui
6 comentários:
De Anónimo a 21 de Abril de 2005 às 18:06
Nada como um soneto oara sentir a palavra fidelidade, tudo arrumadinho os dois primeiros pares de frases e termina com dois tercetos...:))
Um beijo meu
JoãoJoão
(http://bamos.blogs.sapo.pt/)
(mailto:alvesalves69@hotmail.com)


De Anónimo a 20 de Abril de 2005 às 22:15
Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Muito lindo!...

Um beijo e obrigado pela tua simpatia

frog
(http://outravoz.blogspot.com)
(mailto:al.santos@netcabo.pt)


De Anónimo a 20 de Abril de 2005 às 19:53
Muito bonito mesmo..Se precisares de alguma coisa sabes que estou aqui..Bjinhu pa tiLipinha
(http://www.postigagirl.blogs.sapo.pt)
(mailto:lipinha_pnf@hotmail.com)


De Anónimo a 20 de Abril de 2005 às 18:19
Vinicius de Moraes adoro! :) belo poema! e hoje so quero mesmo ler coisas do amor pois faço 3 anos de namoro! beijokas grandes.andrye
(http://andrye.blogs.sapo.pt)
(mailto:andrye@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Abril de 2005 às 11:33
Madalena. Lindo poema e depois com esta bela música que me enfeitiça, que á mais de uma semana que a tento colocar no meu e como não sei Inglês não consigo me desenrascar. O servidor lembrou-se de retirar a que tinha da Shania Twain e agora só deixa meia dúzia delas, mas... Adiante...Verdadeiramente poesia do Vinicius de Moraes estou a conhecer por intermédio dos blogs e agradeço-te do coração que da tua sensibilidade que seja tão especial e que me permites de eu poder obsorver um pouco e assim eu possa ficar mais enriquecido no meu "EU". BEM HAJAS AMIGA. Continuação de boa semana. bjnhs zezinho zezinho
(http://www.quimera.blogs.sapo.pt)
(mailto:zezinhomota@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Abril de 2005 às 09:53
Afinal a minha reflexão serviu-te de inspiração, ainda bem. Embora sem ser nada pessoa pretendia ser de facto um espanta espíritos para pessoas envolvidas nessa trama.bjsJosé
(http://espantaespiritos.blogs.sapo.pt)
(mailto:j.g.f@portugalmail.pt)


Comentar post

.Meu selo...


fg.jpg


.Meu outro blog


Image Hosted by ImageShack.us

.Outro Blog Meu


Image Hosted by picoodle.com

.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.Meu contador de visitas...