Quarta-feira, 31 de Maio de 2006

Saudade...

    

Sentada na areia, olhar perdido no horizonte de um fim do mundo onde eu sei que te encontro, deixo que a brisa leve meus pensamentos para junto de ti. O sol vai deitando-se devagarinho, transformando o dia em noite, unindo com cores quentes o mar e o céu num só. Penso em ti...

                       

O cheiro a maresia cola-se a minha pele, lembrando o aroma da tua. Arrepio-me ao sentir a brisa quente que traz com ela salpicos de mar. São tuas mãos, com ternura, que passeiam pelo meu corpo... caricia de tua alma na minha...

 

Nos lábios o gosto a sal traz a saudade de teu beijo. Eu sei que ele sabe a mar, que é feito de tempestades de paixão e de calmarias cheias de emoção... sei que tem o sabor do desejo... sei que sabe a vida... que é vida!!

 

O mar traz-me o silêncio em tua voz e a melodia que as ondas cantam ao beijar meus pés, transforma este pequeno mundo num sonho onde não há ausência. Sei que estás junto de mim, segurando minha mão, beijando as pontas dos dedos... Sei que a brisa sussurra palavras tuas em meu ouvido.. sei que sim... Saudade de tua voz!

 

A noite caiu devagarinho e envolveu-me em seu abraço de estrelas. É tempo de voltar... O luar guia meus passos de volta a realidade, deixando na praia meu sonho e a doce sensação de estar em teus braços...

 

Amanhã...amanhã voltarei para a praia, contigo em meu pensamento... e de novo, estarás junto a mim... para te amar... para te amar!!

 


Escrito da alma: Madalena às 16:07
| Comenta aqui | ver comentários (8)
Quinta-feira, 25 de Maio de 2006

Sonho...

Sonho que a escuridão da noite se veste de luar e que nas sombras onde desenho teu rosto, tu ganhas vida... Que a brisa leve que entra pela minha janela entreaberta, agita as cortinas e acaricia minha pele, é a tua respiração que me toca e arrepia...

 

Sonho que a melodia suave que ecoa baixinho e que embala meus sentidos, se faz tua voz e que com ternura dizes as palavras que desejo ouvir, aquelas que dizem todos os que amam... Que a canção que toca na radio e envolve meu silêncio é o teu pensamento falando alto...

 

Sonho que a solidão se enche com tua presença e tudo fica mais bonito. Que a noite se faz dia para te ter em minha vida e que de novo volta ser noite para te ter em meu sonho...

 

Sonho...


Escrito da alma: Madalena às 11:07
| Comenta aqui | ver comentários (5)
Quinta-feira, 18 de Maio de 2006

Choro...

O coração sonhou e deixou-se levar por mundos encantados, historias de mil e uma noites… Seguiu caminhos de luz que o guiaram por emoções doces e ternas…

 

O pensamento inventou lugares de magia onde os sentidos se reflectiam nas paredes vazias das noites escuras…sorrisos e lágrimas foram sentidas no rosto que não via, no olhar que não me via…

 

Mas a dor chegou de mansinho sem se anunciar e estilhaçou minha alma… Desfê-la em mil pedaços que caíram por terra deixando-me tão vazia…tão sem nada que por momentos pensei não mais existir…

 

Olho para os pedacinhos de mim, caídos no chão e choro pelo mal que me fiz a mim mesma…

 

 


Escrito da alma: Madalena às 21:09
| Comenta aqui | ver comentários (6)
Segunda-feira, 15 de Maio de 2006

Fala-me de amor...

Entras de mansinho em minha vida, pintando cada dia com uma cor diferente, fazendo nascer um sorriso na alma… Chegas como quem nada quer, mas transformas as horas em segundos e as noites transformam-se em contos de fadas… Os sonhos ganham as formas que lhes dás e as sombras devolvem-me o reflexo de teu rosto, sorrindo…

 

Fala-me de amor…

 

Envolvas-me num abraço de ternura, como se fosse menina a quem queremos proteger. Fazes meu coração disparar, bater descompassado até encontrar o ritmo do teu. Perfumas minha pele com o aroma da tua que se cola a minha em cada desejo. Na minha boca o sabor suave de teus lábios num beijo que queria infinito…

 

Fala-me de amor…

 

Em meu silêncio nasce o tom meigo de tua voz que arrepia a alma. Palavras de carinho que soam no coração como carícias… Silêncios preenchidos de ausências que se fazem melodia em meu peito e tornam-se saudade do que há-de vir… Saudade de te ter em minha vida!!

 

Fala-me de amor…

 

Preciso tanto de te ouvir falar de amor… De saber o sentido que lhe dás. Quero conhecer as palavras que dizes baixinho, sussurrando ao vento desejos e vontades. Fala-me de teus sentidos, e das emoções que sentes… Fala-me de ti… Fala-me de mim…mas mesmo que sejas ilusão ou sonho inacabado… Fala-me de nós!!


Escrito da alma: Madalena às 08:36
| Comenta aqui | ver comentários (5)
Domingo, 7 de Maio de 2006

Não há palavras...

Há dias em que as palavras perdem o significado e por muito que queira lhes dar alguma vida, não ganham a magia necessária… ficam pequenas, reduzidas a pequenas manchas numa folha branca…
 
Há dias em que as folhas brancas de minha vida são apenas preenchidas com meus sentidos, pelo que sinto e nada pode traduzir isso… Por muito que tenta encontrar uma palavra para definir, não encontro… Será tão difícil assim escrever o que o coração diz a cada batimento?
 
A alma parece presa no tempo, suspensa numa emoção que lembra um instante em que se fez magia… Só o silêncio ecoa nas pontas dos dedos e as páginas da vida pintam-se de ausência sentida… nada pode desenhar o sentimento que nasce na alma!
 
Mas não desisto das palavras, pois sempre foram a voz do meu coração e vou continuar procurando por aquelas que descrevem um sorriso, um abraço terno…um beijo doce… Por aquelas que cantam a poesia e fazem as mais belas melodias de amor… Não vou desistir, não…
 
E sei que quando o sonho, de novo, iluminar a noite de mil estrelas, eu terei em meu peito as sílabas que irão construir cada gesto, cada olhar teu… e sei que quando o dia amanhecer, o sonho será uma doce realidade em que os sentidos terão finalmente as palavras certas para dizer tudo o que a alma sente…  
Madalena

Escrito da alma: Madalena às 19:24
| Comenta aqui | ver comentários (6)

.Meu selo...


fg.jpg


.Meu outro blog


Image Hosted by ImageShack.us

.Outro Blog Meu


Image Hosted by picoodle.com

.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.Meu contador de visitas...