Terça-feira, 31 de Maio de 2005

Magia...

arco_iris.jpg


Sem contar e sem nada pedir, os dias ganharam cor. O céu pintou-se de azul mais claro, misturado com nuvens brancas de algodão. O mar, que não consegue controlar suas emoções e passa de sereno para bravo, escolheu um verde cinza que lhe fica muito bem. Os campos estão salpicados de mil cores pelas flores vaidosas que estão tão bonitas e perfumadas… Sim, os dias são bonitos!


As noites não lhes ficam atrás… Semeadas de estrelas brilhantes que iluminam tudo. Feitas de sonhos sem fim, de encantamentos e feitiços de amor, murmurados em silêncio a brisa que sopra…


Tudo se transforma quando o coração bate devagar, seguindo um ritmo ainda desconhecido, mas que tem a melodia das horas partilhadas, de momentos de doçura.


Tudo é magia quando nas palavras nascem emoções que nos despertam para a vida, que perdem a lógica e a razão mas ganham sentido nas sensações que invadem a alma…


Tudo é magia, quando um raio de sol, entra pela janela e devagarinho nos diz “Bom dia”, fazendo do tempo, tempo de amar…


Tudo é magia, quando um raio de luar, vem de mansinho embalar o sono e fazer do sonho uma doce realidade…


Onde estas magia? Pinta minha vida com as cores de um arco-iris…


Escrito da alma: Madalena às 08:26
| Comenta aqui | ver comentários (10)
Sábado, 28 de Maio de 2005

...

cama.JPG


As palavras ditas no silêncio são as mais sentidas, as mais doces... São as que são ditas em cada batida do coração… Será que alguém as entende?...


Escrito da alma: Madalena às 15:32
| Comenta aqui | ver comentários (10)
Sexta-feira, 27 de Maio de 2005

...

rom184.jpg


Um dia, presa num abraço, poderei voar por mundos de emoções…


Escrito da alma: Madalena às 13:48
| Comenta aqui | ver comentários (7)
Quinta-feira, 26 de Maio de 2005

A flor do sonho...

chuva2.jpg


 


A Flor do Sonho, alvíssima, divina,
Miraculosamente abriu em mim,
Como se uma magnólia de cetim
Fosse florir num muro todo em ruína.


Prende em meu seio a haste brandae fina
e não posso entender como é que, enfim,
Essa tão rara flor abriu assim!...
Milagre...fantasia...ou, talvez sina...



Ó flor que em mim nasceste sem abrolhos,
Que tem que sejam tristes os meus olhos
Se eles são tristes pelo amor de ti?!...


Desde que em mim nasceste em noite calma,
Voou ao longe a asa da minh'alma
E nunca, nunca mais eu me entendi...


Florbela Espanca


Escrito da alma: Madalena às 10:47
| Comenta aqui | ver comentários (6)
Terça-feira, 24 de Maio de 2005

...

vento.jpg


Palavras ao vento, folhas caídas num outono de tristezas, levadas por ventos de dor, sem destino e sem sentido... Hoje desejo-vos bonitas, doces e cheias de magia, para num momento apenas, ficarem quietas, paradas no tempo... Tempo de as dizer baixinho, sussurrá-las num gesto de carinho... Transformá-las em palavras de amor...


Escrito da alma: Madalena às 10:17
| Comenta aqui | ver comentários (12)
Segunda-feira, 23 de Maio de 2005

Anjo...

mistica.jpg


Se um anjo eu fosse realmente,
Talvez pudesse acalmar teu ânimo.
Te levaria até as estrelas,
Voaria por entre elas
Na calmaria do espaço inerte
Entre planetas e luzes...
Te faria entender
A verdadeira importância de tudo,
Das pequenas e grandes coisas,
Desde a sombra que não se vê
E das palavras de bem-querer,
Das paixões que não fazem uso,
Do perdão que fica mudo...
Se um anjo eu fosse realmente,
Faria muita diferença,
Teria asas para voar
Teria forças para lutar
Teria sabedoria para passar...
Não deixaria neste mundo sofrido
O amor ficar esquecido...
 
Elza Duran


Escrito da alma: Madalena às 11:35
| Comenta aqui | ver comentários (12)
Sábado, 21 de Maio de 2005

Se eu fosse anjo...

anjo branco.JPG


Se eu fosse anjo…


Se eu fosse anjo, faria de minhas asas um abraço onde poderia acolher todos aqueles que eu amo… Envolvê-los com meu carinho e amor!


Se eu fosse anjo, estaria sempre presente para acalmar a dor e aliviar a tristeza … Fazer do dia, uma tela pintada com as cores do arco-íris e da noite, um sonho de paz e magia!


Como queria ser anjo e fazer feliz todos aqueles que me rodeiam?… Será que um dia irei ganhar asas e estar perto de todos aqueles que completam minha alma?


Se eu fosse anjo…


Escrito da alma: Madalena às 14:51
| Comenta aqui | ver comentários (10)
Quarta-feira, 18 de Maio de 2005

Palavras soltas de um amigo...

Deitado sobre a relva humida, com meus olhos fechados
  sentia por baixo de mim o peso húmido da terra
  abri os olhos e vi um céu enorme sobre mim com nuvens aqui e além...
  pequenas nuvens a passar e penso...Eu estou aqui ?
 Foi então que vi os seus lábios aproximarem-se dos meus...e me beijaram
  e algo incontrolável apoderou-se de mim e eu fechei os olhos...
  recolhi todo aquele prazer tão estranho mas tão bom, que não sei donde vinha
  mas que não queria que parasse e pensei...Eu estou aqui ?
  Sim estou! estou com o meu amor?...nada de mal me há-de acontecer enquanto estiver com ela
  por cima desta terra...debaixo deste céu...
 Começa a chover....primeiro devagar....eu vejo-te a olhar o céu...
  a receber as gotas de chuva na cara...vejo como elas escorrem como lagrimas
  e penso...quero ser uma dessas gotas...que parecem lagrimas
  que te acariciam a face enquanto descem e morrem nos teus lábios.


Nuno Guerreiro


Enviado por e-mail... Obrigado amigo por enriquecer este meu canto com palavras tão bonitas.


Escrito da alma: Madalena às 11:23
| Comenta aqui | ver comentários (16)
Segunda-feira, 16 de Maio de 2005

Quero voar...

anj.jpg


Queria de novo abrir as asas e voar...
voar nem que fosse em sonho... Deixar-me guiar pela brisa que vem de um mar imenso onde minha alma vagueia, iluminada nas noites de luar pelo brilho das estrelas.
Voar...soltar as amarras que me prende neste mundo que não me pertence e que me magoa com seu tempo que não passa, horas paradas num relógio coração, que bate descompassado em busca do ritmo certo.
Voar...no pensamento de quem um dia me prendeu e fez descobrir que o sonho está misturado a realidade, lá ao longe, onde o horizonte mistura o céu e o mar. Onde a vida se faz magia nas emoções partilhadas... Horizonte pintado de mil cores pelo sentimento, carinho e ternura. Cores quentes de um outono que nunca acaba...
Voar de novo, estender as asas no infinito do céu...
E quando de novo deixar de voar, que minhas asas sejam feitas para abraçar e assim encontrar as cores do arco-íris, não num sonho sem fim, mas numa doce realidade!


Escrito da alma: Madalena às 09:37
| Comenta aqui | ver comentários (13)
Quinta-feira, 12 de Maio de 2005

E então eu peço...

luar.jpg


 "E eu peço...
pela minha simplicidade.
E agradeço ao vento,
que faz dançar minhas cortinas.
E ao tempo que me permite existir
neste exacto momento.



E as alegrias que você me trouxe.
Peço que nunca lamente o que podia ter
e o que se encontrou por caminhos novos,
e agradeço pelas minhas coisas humildes,
minha casa pobre, a chuva no telhado,
o feixe de lenha sob o fogão de taipa,
que acende durante a noite
o fogo alegre da minha casa...


 
Agradeço pela "Lua" linda
que me faz lembrar você,
desejando passear
sob o prateado reflectido dela.
Agradeço por não me deixar
esquecer de você..."


 
E então eu peço...
Quero te ver...!!



(autor desconhecido)


Escrito da alma: Madalena às 21:52
| Comenta aqui | ver comentários (9)
Terça-feira, 10 de Maio de 2005

Você ficou no meu coração...

distancia.bmp


Você!!!
Desde que você partiu
Em mim um vazio se abriu

Quando você voltou
Na minha cabeça seu rosto ficou

Da última vez que me abraçou
Nunca mais me deixou

E o seu beijo que provei
Nunca mais me esquecerei

Quando você me trata bem
Me deixa viajando no além


Afinal,
De todos que foram
De todos que voltaram
De todos que me beijaram
De todos que me abraçaram
Você meu grande amor
Ficou na minha alma
Na minha vida
No meu coração


Pois sem você não haveria saudades
Não haveria perdão
E nem solidão

Por isso você ficou no meu coração
Deixando recordação.


Desconheço o autor


Escrito da alma: Madalena às 09:50
| Comenta aqui | ver comentários (10)
Segunda-feira, 9 de Maio de 2005

Qualquer Canção

Qualquer canção de amor
É uma canção de amor
Não faz brotar amor
E amantes
Porém, se essa canção
Nos toca o coração
O amor brota melhor
E antes


Qualquer canção de dor
Não basta a um sofredor
Nem cerze um coração
Rasgado
Porém, inda é melhor
Sofrer em dó menor
Do que você sofrer
Calado


Qualquer canção de bem
Algum mistério tem
É o grão, é o germe, é o gen
Da chama
E essa canção também
Corrói como convém
O coração de quem
Não ama


Chico Buarque


Escrito da alma: Madalena às 11:59
| Comenta aqui | ver comentários (3)
Sábado, 7 de Maio de 2005

Sorriso...

malmequer.JPG


 


As cores iluminam o dia, pintando a tela da vida com magia… O amarelo do sol, o azul do mar e do céu, o verde dos campos, e todas as outras tonalidades num arco-íris de luz, fazem deste quadro onde sobrevivo , um mundo alegre que em nada tem a ver com as cores de  minha alma!….
Flores desabrocham pelos campos e ladeiam os caminhos onde os destino nos coloca, perfumando cada dia de um suave aroma … perfume de primavera, de natureza…de vida…
Nasce um sorriso em cada olhar, em cada bom dia, em cada encontro…
Tudo é tão bonito!
Então porquê esta tristeza que veste minha alma de cinza, que não deixa o sorriso se abrir e as cores da vida entrar em meu coração?
Quero um sorriso…


Escrito da alma: Madalena às 19:21
| Comenta aqui | ver comentários (8)
Sexta-feira, 6 de Maio de 2005

...

Parabens.jpg


Sei que vais rir, iluminando o dia com a tua gargalhada e enquanto o sorriso se abre em teu rosto, com certeza vai cair uma lagrima! É sempre assim...nunca sabes se deves rir ou chorar e para não ficar na duvida, acabas sempre por fazer as duas coisas!!


Também, verdade seja dita... Tens um sorriso enorme, e os olhos... esses, não perdem uma ocasião para deixar cair uma lagrima...


O tempo passa deixando marcas em nossas vidas. Nem sempre foram momentos felizes, mas no geral, até não nos podemos queixar!!!


Lembro as casinhas de papel, cheias de mobílias recortadas em revistas, das brincadeiras e das partidas... das coreografias inventadas ao som de um twist ou rock´n´roll... as musicas do Johnny Halliday, que ainda hoje gostamos e que tu não paras de ouvir...


Hoje já não és menina, mas continuamos rindo e chorando, e...fazendo as duas coisas ou mesmo tempo!!


Como tempo passa, e sabes mana, sei que hoje vais sorrir e também chorar...


Parabéns Lena e um dia muito feliz!!


Escrito da alma: Madalena às 08:52
| Comenta aqui | ver comentários (8)
Quinta-feira, 5 de Maio de 2005

Deixa-me amar-te...

ausencia_figura.jpg



Deixa-me amar-te em meus silêncios
Na calmaria do teu coração que me acolhe
E de onde se desprendem meus sonhos
Em vôos etéreos de plena liberdade


Deixa-me amar-te em minha solidão
Ainda que meus labirintos te confundam
E que teus fios generosos de compreensão
Emaranhem-se no tapete dos meus enigmas


Deixa-me amar-te sem qualquer explicação
Na ternura das tuas mãos que me sorriem
Escrevendo desejos em versos despidos
Na minha alva tez que te cobre e descobre


Deixa-me amar-te em meus segredos
Para que desvendes o que também desconheço
A alma dos meus abismos, onde anoiteço
E meus olhos adormecem embalados pelo mistério


Deixa-me amar-te em tuas demoras, longas horas
Em que meu corpo se veste de céu à tua espera
E minhas mãos em frenesi acendem estrelas
Para alumiar-te, ainda que ausente estejas... 
 
 
 
 
Fernanda Guimarães


Escrito da alma: Madalena às 10:36
| Comenta aqui | ver comentários (5)
Quarta-feira, 4 de Maio de 2005

Um solo ao luar...

Há noites em que a saudade desperta
Inebriada pela melodia da lua
Florescendo o olhar de um sonho
Perdido entre um perfume de estrelas

Ao brilho do desejo que veste meu corpo
Deslizo a fantasia que dissipa poemas
Debruçando-me a um mar de infinitos
Por onde navego ancorada em teus braços

Conduzida pelos beijos que me escreves
Enquanto rodopias sussurros à minha pele
Leio-me entregue aos passos do teu gosto
E respiro em entrelinhas o som de um sorriso

Um suspiro, e dedilho carinhos e versos
Acompanhando a lenta música que se despede
Notas adormecem à aurora dos teus lábios
Agora tocadas pelo silêncio de uma lágrima...


 


 


Amanda Preissler


 


Escrito da alma: Madalena às 20:09
| Comenta aqui | ver comentários (4)
Terça-feira, 3 de Maio de 2005

...

moinho3.jpg


Os dias passam devagar, iguais, sem nada trazer de novo. Se um dia brilha o sol, no outro chove...Um dia sorriso, outro lagrima! Talvez seja essa a única diferença para quem tenta viver um dia de cada vez. Olho a minha volta em busca de algo que não tenha reparado ontem, tento lembrar se esqueci alguma coisa, penso nas palavras que disse e naquelas que calei... Será que vale a pena recordar se fizemos bem ou mal? Não sei se aquilo que eu fiz ou disse fez alguém feliz, mas queria que fosse assim...todos os dias. Deixar pelo menos um sorriso para ser lembrada com saudade. Na verdade, acho que nada ficou...as palavras são levadas pelo vento e depressa esquecidas! Então, porquê esta angustia? Esta dor de não ter dito tudo, de querer repetir vezes sem conta as mesmas palavras? Acho que me perdi nestas palavras perdidas e dizendo-as ao vento, acabei por soltar minha alma... Agora, não são só as palavras que voam sem destino, sem esperança, mas também minha alma que em cada rajada se afasta da vida... Lembro um moinho de asas estendidas ao vento...muito quieta, não me dou a conhecer, mas quando o vento sopra ora giro para um lado, ora para outro sem nada alcançar... Sentidos sem sentidos, caminhos sem esperança de chegarem ao fim... Sopra vento, mas sopra com força, talvez assim eu seja levada para longe e me perca num horizonte, onde nasce e morre a cada dia a esperança!!


Escrito da alma: Madalena às 12:15
| Comenta aqui | ver comentários (6)
Domingo, 1 de Maio de 2005

Mãe

maman.jpg



Tantas palavras, cada uma mais bonita do que a outra tenho aqui para te dizer...
Mas parecem presas,retidas por uma magia qualquer e apenas uma sai do fundo do coração, feita melodia de uma canção de embalar: Mãe!
Palavras cheias de carinho,alimentadas pela doçura que sinto ao pensar em ti.
Palavras que quero gritar bem alto mas que teimam em não saír porque a mais bonita continua sendo: Mãe!
Palavras de respeito, de ternura...
Palavras de poesia ditas em voz alta ou apenas escritas...
Sempre palavras de amor...
Mas só uma se faz ouvir: Mãe!
Mãe! És tu a palavra mais pequena mas também a maior em sentido.
Em ti estão todas aquelas que te quero dizer,porque são as que tu me ensinaste.
E junto de cada uma delas está a doçura do teu olhar, a ternura do teu abraço e a benção do teu beijo.
Mãe, hoje deito-me em teu colo e de novo faço-me criança para mais uma vez dizer-te:


AMO-TE!


Escrito da alma: Madalena às 12:36
| Comenta aqui | ver comentários (5)

.Meu selo...


fg.jpg


.Meu outro blog


Image Hosted by ImageShack.us

.Outro Blog Meu


Image Hosted by picoodle.com

.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.Meu contador de visitas...