Sexta-feira, 29 de Abril de 2005

Se eu não te amasse tanto assim...

coracaocrianca.jpg


Meu coração
Sem direcção
Voando só por voar
Sem saber onde chegar
Sonhando em te encontrar
E as estrelas
Que hoje eu descobri
No seu olhar
As estrelas vão me guiar


Se eu não te amasse tanto assim
Talvez perdesse os sonhos
Dentro de mim
E vivesse na escuridão
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez não visse flores
Por onde eu vi
Dentro do meu coração


Hoje eu sei
Eu te amei
No vento de um temporal
Mas fui mais
Muito além
Do tempo do vendaval
Dos desejos de um beijo
Que eu jamais provei igual
E as estrelas dão um sinal


Se eu não te amasse tanto assim
Talvez perdesse os sonhos
Dentro de mim
E vivesse na escuridão
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez não visse flores
Por onde eu vim
Dentro do meu coração


Yvete Sangalo


Escrito da alma: Madalena às 12:07
| Comenta aqui | ver comentários (12)
Quarta-feira, 27 de Abril de 2005

Abraço...

65189.bmp


De repente me deu vontade de um abraço
uma vontade de entrelaço, de proximidade...
de amizade, sei lá...
Talvez um aconchego que enfatize a vida
e amenize as dores...
Deu vontade de poder rever saudades
de um abraço.
Só sei que me deu vontade desse abraço...



Vinicius de Morais


Escrito da alma: Madalena às 14:13
| Comenta aqui | ver comentários (12)
Terça-feira, 26 de Abril de 2005

Meu sonho...

anjo_asa_partida.jpg


Acordei de um sonho…


Um sonho no qual voava de asas ao vento, ao sabor das brisas marinhas, por mares de ternuras e montanhas de alegrias… Atravessei arco-íris de mil cores que pintaram minhas asas de azul do céu, alvoradas cheias de esperança e quando no fim chegava o pôr-do-sol, misturava-me nas cores quentes de um sol que mergulha em seu mar de amor e pinta de magia este mundo no qual tento sobreviver…


Um sonho que me embalou nas noites escuras, salpicando o céu de estrelas brilhantes e de uma lua cheia que se reflectia em meu olhar… Noites de magia onde podia voar livre como o pensamento, abrindo as asas em todo o seu comprimento, fazendo maior meu mundo, mais bonito…Asas abertas para num simples abraço, descobrir toda a alegria que havia para mim…


Um sonho que me fez acordar em cada manhã com vontade de voar mais e mais longe, descobrir novas emoções, novas sensações…descobrir que estava viva!!


Mais o sonho acabou e ao acordar descobri que já não estava completa, que tinha perdido parte de mim. Perdi uma asa e já não posso voar… Sem ela, não há magia, ilusão ou sonho…apenas fica a realidade!


Escrito da alma: Madalena às 14:40
| Comenta aqui | ver comentários (9)
Segunda-feira, 25 de Abril de 2005

Choro...

111.JPG


"As lágrimas são o sangue da alma". (Santo Agostinho) 


Escrito da alma: Madalena às 15:34
| Comenta aqui | ver comentários (8)

Desafio...

 


Por me ter sido pedido mais do que uma vez, e meu nome ter sido mencionado por varias razões, aqui estou eu a responder...


Não podendo sair do Fahrenheit 451, que livro quererias ser?


Sinceramente não imagino o que seja o Fahrenheit 451…Aí esta algo para descobrir !! Mas se fosse um livro, seria um com paginas em braço, onde cada dia, quem me quissesse bem, poderia escrever umas linhas!


Já alguma vez ficaste apanhadinho(a) por uma personagem  de ficção?


Não me lembro de nenhuma, mas talvez fosse aquela que até hoje me vem a memoria: o princezinho!!


Qual o último que compraste?


Anos 90 e agora (uma antologia da nova poesia portuguesa)


Qual  o último livro que leste?


Equador…não tenho tido muito tempo para ler e tenho alguns livros em atraso!!


Que livro estás a ler?


Neste momento tenho o 3º livro da trilogia de Sevenwaters de Juliet Marillier! Um romance celta que vale a pena ler!!


Que livros  levarias para uma ilha deserta?


Levaria todos aqueles que me pudessem ajudar a sobreviver, e mesmo assim ia precisar de companhia, senão bem depressa ficava louca!!!


A quem vais passar este testemunho (três pessoas) e porquê?


Neco …. Por toda a sua sensibilidade
Humberto … por toda a sua sabedoria
E tantos outros que deixo em aberto para quem o quiser fazer e assim dar-se a conhecer um pouco mais!


Escrito da alma: Madalena às 11:24
| Comenta aqui | ver comentários (2)
Sexta-feira, 22 de Abril de 2005

Eu...

irisdos.gif


Eu... Pequeno barco de papel perdido no horizonte, onde o céu se confunde com o mar. Navego em águas escuras, agitadas por tempestades de magoas e de lagrimas. Sem remos e sem velas de esperança, tento alcançar a luz de um farol que brilha ao longe, iluminando a noite, como se fosse um raio de luar... em vão!! Sempre que chego perto, uma onda mais forte empurra-me de novo para a solidão.


Sem forças para lutar contra os ventos frios que gelam minha alma, deixo-me embalar pela triste canção das marés. Caiem lagrimas de dor, feitas chuva miudinha de um dia esquecido... Espero e desespero...


As estrelas, amigas de confidencias, acompanham-me em cada noite, tornando-as menos escuras, menos assustadoras. Brilham no firmamento com sorrisos de quem sabe o que me espera e repetem baixinho, vezes sem conta, que estão sempre comigo, mesmo quando as nuvens as escondem...


-Estrelas lindas, filhas de uma lua apaixonada, mostrem-me o caminho da felicidade!!!


As gaivotas, de asas ao vento, gritam lá do alto que não estou perdida. Que todos os dias há uma nova alvorada, um novo recomeço. Voando em circulo mostrando um caminho sem principio e sem fim, fazem-me sonhar... sonhar...


O sonho de um porto de abrigo que me acolhe num abraço infinito e me devolva a paz, juntando em seu cais os cacos de minha alma. O sonho de um arco-íris feito de mil cores, que pinta o mesmo horizonte que me prende, de alegria e felicidade!! Assim sou eu...


Escrito da alma: Madalena às 16:31
| Comenta aqui | ver comentários (20)
Quinta-feira, 21 de Abril de 2005

Poema...

olho-lagrima.jpg


"Se a brisa da manhã tocar o teu rosto e num gracejo fogoso fizer teus cabelos brincar, saiba que é um carinho meu, que sem querer dizer adeus, pedi ao vento para te entregar...


Se ao andar pelas matas sentir o cheiro da vida, de folhas secas e molhadas, perfume de flores, pode ser jasmim ou qualquer coisa assim, é ainda a minha mensagem que vai com o meu perfume, para você jamais esquecer de mim...


Ao ouvir o barulho de água cristalina, limpa, pura, vai te lembrar minhas loucuras tentando te conquistar. Uma cachoeira encantada vai te lembrar minha risada quando eu só existia para te amar...


E ao ouvir pássaros cantando, em alguns galhos namorando, recordará algumas canções que a gente escutava baixinho, jogados em qualquer cantinho, deixando a canção dizer o que havia em nossos corações...


Se uma gota de orvalho atrevida em tua face pingar e mais uma outra, ainda insistente, cair, é apenas uma lágrima que escorregou, é essa imensa saudade a me consumir...


E, ao cair da tarde, quando tudo for silêncio, olhe para o horizonte , escuta quando a noite chegar. A mesma estrela vai te dizer que, mesmo que nunca mais te encontre, eu jamais vou te esquecer..."


(desconheço o autor)


Escrito da alma: Madalena às 09:29
| Comenta aqui | ver comentários (13)
Quarta-feira, 20 de Abril de 2005

Soneto de fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento
Antes e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento


Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento


E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angustia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama


Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.


Vinicius de Moraes


Escrito da alma: Madalena às 08:28
| Comenta aqui | ver comentários (6)
Terça-feira, 19 de Abril de 2005

Em teu abraço...

luar.bmp


Em teu abraço a imensidão do mar, o cheiro a maresia... Mil estrelas brilhando em teu olhar... Foste um raio de luar que iluminou aquele mar de lágrimas e meu coração perdido. Tal o farol que traz para porto seguro os barcos a deriva, foste a luz que me guiou nessa noite e acolheu minha alma sofrida num abraço de ternura, num beijo doce... Deixei de ouvir, por momentos, a tormenta e fui envolvida pelos braços da noite, ouvindo teu coração junto ao meu... Momento mágico, que devolveu a esta alma, o tempo de uma onda beijar a areia, o sorriso de amar, apenas por amar... Terá sido sonho? Talvez sim, talvez não...mas se foi, quero a cada noite, de novo sonhar com um raio de luar e em cada manhã, transforma-lo no mais doce dos raios de sol...


Escrito da alma: Madalena às 09:16
| Comenta aqui | ver comentários (9)
Segunda-feira, 18 de Abril de 2005

Lagrima...

oceano.jpg


Junto ao mar, sob uma chuva miudinha, deixo minhas lagrimas caírem sem sequer tentar impedi-las... Preciso chorar, lavar minha alma, fazer sair um pouco da dor que me aperta o coração. Só aqui diante desta imensidão de agua, mar de lagrimas salgadas, posso fazê-lo sem ter que responder as perguntas que inevitavelmente colocariam. Não teria o que responder pois eu mesma não sei de onde vem esta tristeza e se sei, não a posso dar a conhecer...Afinal, ela é minha e só minha... Não quero ninguém sofrendo comigo ou chorando sem saber porque razão!! Assim, olhando o horizonte, desenhado numa linha infinita entre um beijo do céu e o mar, alivio minha alma, numa lagrima que cai e se mistura com as ondas do mar...


Escrito da alma: Madalena às 09:27
| Comenta aqui | ver comentários (9)
Domingo, 17 de Abril de 2005

...

Se as sementes lançadas à terra preta
Se podem transformar em rosas,
O que não poderá ser o coração do homem
Na sua longa caminhada em direcção às estrelas?


Louise Deschamps


Escrito da alma: Madalena às 18:01
| Comenta aqui | ver comentários (2)
Sábado, 16 de Abril de 2005

Poema de amor perfeito!

amor1.jpg


Naquela nuvem, naquela,
mando-te meu pensamento:
que Deus se ocupe do vento.


Os sonhos foram sonhados,
e o padecimento aceito.
E onde estás, Amor-Perfeito?


Imensos jardins da insônia,
de um olhar de despedida
deram flor por toda a vida.


Ai de mim que sobrevivo
sem o coração no peito.
E onde estás, Amor-Perfeito?


Longe, longe, atrás do oceano
que nos meus olhos se aleita,
entre pálpebras de areia...


Longe, longe... Deus te guarde
sobre o seu lado direito,
como eu te guardava do outro,
noite e dia, Amor-Perfeito.


Cecilia Meireles


Escrito da alma: Madalena às 12:41
| Comenta aqui | ver comentários (9)
Sexta-feira, 15 de Abril de 2005

Chove...

saudade.gif


Hoje o dia esta cinzento como cinza esta meu coração... Hoje cai a chuva lá fora e cai em mim. Não sei de onde me vem esta tristeza! Só podem ser saudade de quem não esta comigo!! Procuro um raio de sol para iluminar meu dia mas, só  o silencio e a solidão me dizem Bom dia!!!


Escrito da alma: Madalena às 09:23
| Comenta aqui | ver comentários (10)
Quinta-feira, 14 de Abril de 2005

Amar!...

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui... além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente...
Amar! Amar! E não amar ninguém!


Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!


Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!


E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...


Florbela Espanca


 que seja minha noite uma alvorada, que me saiba perder... pra me encontrar...


Escrito da alma: Madalena às 12:32
| Comenta aqui | ver comentários (6)
Quarta-feira, 13 de Abril de 2005

...

PARABENS2.jpg


És o refúgio que procuramos sempre que a vida nos maltrata, o bálsamo para as nossas feridas, o conselho para os nossos problemas…
És o abraço quente que nos embala e o beijo mais doce que recebemos…
És a ternura que nos mima, a doçura que ameniza a dor, o sorriso de nossa alegria e a lágrima de nossa tristeza…
És a presença mais presente que temos em nosso coração e falta maior quando não estas ao pé de nos…
És a nossa força e alimentas nossas almas com palavras sempre certas mesmo que por vezes não as entendemos…
Es a luz que nos guia por caminhos direitos e se um de nos se desvia um pouco, trazes o de volta para o aconchego do teu abraço…
És tudo o que somos e a ti o devemos…
És nossa mãe e hoje somos nos que queremos te mimar, te abraçar e proteger…
Parabéns MÃE!!


Escrito da alma: Madalena às 08:45
| Comenta aqui | ver comentários (9)
Segunda-feira, 11 de Abril de 2005

Saudade...

images.jpg.


Hoje acordei com saudade de minha vida. Do tempo em que era criança e que o mundo parecia grande demais. Tempo em que havia tempo para tudo e principalmente para sonhar...
Saudade dos sorrisos e dos gritos de alegria! Também havia zangas que acabavam sempre com um abraço. Mas quantas vezes chorei de tanto rir...Ainda ouço as gargalhadas gostosas soltas por tudo e por nada...
Saudade das vozes amigas e até daquelas que nem sequer escutava!! As vozes de tantos amigos que em dias de chuva, cantavam, desafinados, as canções que faziam sucesso nessa altura. A voz que nos fazia obedecer sem refilar, mas que amava acima de tudo... Saudade de ti pai!!
Saudade das brincadeiras e do faz de conta. Da ginastica  aos números de circos numa arena improvisada na nossa sala. Casinhas de papelão, com mobília de papel... Quantas vezes fui rainha má por ser a mais velha ou então a mãe ou a enfermeira...
Saudade de ter de novo 10 anos e sentar no colo de quem amo...
Saudade do tempo que passou e que jamais voltara!!
Hoje acordei assim... com saudade de ontem!!


Escrito da alma: Madalena às 10:11
| Comenta aqui | ver comentários (9)
Domingo, 10 de Abril de 2005

Toma um sorriso...

gattino.gif


Toma um sorriso
 
Toma um sorriso, oferece-o a quem nunca o teve.
Toma um raio de sol, fá-lo voar além onde reina a noite.
Descobre uma fonte, faz banhar a quem vive no barro.
Toma uma lágrima, põe-na no rosto de quem nunca chorou.
Toma a coragem, põe-na  no ânimo de quem não sabe lutar.
Descobre a vida, narra-a a quem não sabe entendê-la.
Toma a esperança e vive na sua luz.
Toma a bondade e dá-a a quem não sabe dar.
Descobre o amor fá-lo conhecer ao mundo.
 
Mahatma Gandhi


Escrito da alma: Madalena às 12:32
| Comenta aqui | ver comentários (6)
Sábado, 9 de Abril de 2005

...

Beijaoo.gif


Palavras…
Palavras ao vento…
Palavras ditas com coração, esteja ele triste ou feliz…
Palavras semeadas em campos de papoilas mas sem nunca esperar serem colhidas…
Palavras lançadas por este mar, meu mar… uns dias feito de ondas pequenas, sereno, cheio de sorrisos, de raios de sol… outros, atingido por tempestades, de dor, de magoa, numa tristeza sem fim…
Palavras, minhas palavras, que grito baixinho sem esperar encontrar um eco a minha voz…e no entanto…quantos amigos aqui encontrei!!
A vós, amigos sem rosto mas que com vossas palavras estão sempre comigo… Aos que passam por aqui e que por uma ou outra razão não deixam um sinal… A todos aqueles que param por um instante e se deixam prender nas minhas palavras ao vento e a ti meu irmão que com paciência me aturas quando te peço para colocar isto ou aquilo, neste pequeno espaço que faz parte de mim…
Obrigada!!!
Faz hoje um ano que comecei a escrever minhas palavras ao vento, e nada teria sentido se não fossem vocês…
Um beijo do tamanho do mundo


Escrito da alma: Madalena às 10:03
| Comenta aqui | ver comentários (6)
Sexta-feira, 8 de Abril de 2005

...

doni.bmp 


Minha saudade por você é assim:
Voa,
Revoa,
Mas pousa sempre
Dentro de mim.


Por mais que a espante,
Que a empurre,
Que a sopre...
O ser sofre... e ela
Sempre volta e se assenta
Dentro de mim.


E por mais que o tempo role
Pelas escadas da vida,
Ela geme,
Ela treme,
E sempre, sempre acorda
Dentro de mim....
Autor Desconhecido


Escrito da alma: Madalena às 08:45
| Comenta aqui | ver comentários (4)
Quinta-feira, 7 de Abril de 2005

...

morte.jpg


A brisa sopra suave e agita meu cabelo. Está tudo muito calmo e o dia promete ficar bonito. Mas, junto com a carícia do vento, vem uma melodia triste, um lamento que me arrepia a alma…


Um coração chora e esconde a dor no som da natureza. Ouço-o na copa das arvores, sinto-o no cheiro da terra e vejo-o no meu mar… Não entendo porque chora mas sua dor silenciosa aperta meu peito, fazendo-me sofrer. Sinto suas lágrimas rolando pelo meu rosto, caindo lentamente em minha alma, deixando-me a deriva na imensidão azul de um mar cheio de magoas…


Porque choras coração? De onde vem essa tua dor que transforma meu mar de aguas serenas no mar de tempestades?


Olho para o horizonte onde o céu se mistura e confunde com o mar, em busca de uma resposta…e então, num pequeno barco descubro minha alma, no voo de uma gaivota meu pensamento e na onda que morre a cada instante beijando a areia, meu coração…


A melodia de dor que a brisa me traz, é apenas meu coração que bate…


Escrito da alma: Madalena às 08:22
| Comenta aqui | ver comentários (3)
Terça-feira, 5 de Abril de 2005

Prece de amor...

Deus...
Na quietude desta Tua madrugada, no silêncio desta minha prece...
Venho pedir-Te que me ensines a evitar, o inevitável.
Ensina-me a compreender, o incompreensível.
Ensina-me a perder o que não posso ter e a de novo me encontrar.
Ensina-me a encontrar na Tua ciência, o porquê da ausência de algo tão presente em mim...
Já que não encontro na ciência das emoções, nada que se iguale a esse amor.
Ensinaste-me a amá-lo...ensinaste-me a enfrentar essa verdade em mim...
Não Te peço agora que me ensines a esquecê-lo, pois Contigo também aprendi, que o verdadeiro é inesquecível...
Mas dá-me coragem para doar esse amor às pessoas que por meu caminho passarem, já que de tão grande, não tenho mais onde guardá-lo em mim...E ensina-me a transformá-lo em átomos do Teu amor.
Ajuda-me a segurar forte o leme enquanto não se abranda a tempestade, na qual navega meu coração.
Ilumina-me para que eu veja e aceite a Tua vontade, e não a minha.
E peço-Te que ele, não tendo olhado este amor suficientemente fundo para encontrá-lo, o encontre em outro olhar.
Que ele encontre em outros braços, sempre, todos os afagos que eu não pude lhe dar.
Peço-Te ainda, que eu não tenha sido o seu engano, mas quando de mim ele lembrar-se que eu seja então, e ao menos, a paz em seu coração.
E que o tempo o presenteie com sonhos...e à mim com a certeza de sabê-lo feliz.


Fernanda C. Scialla


Escrito da alma: Madalena às 10:00
| Comenta aqui | ver comentários (4)
Segunda-feira, 4 de Abril de 2005

Paz do meu amor...

 


Você é isso
Uma beleza imensa
Toda recompensa
De um amor sem fim
Você é isso
Uma nuvem calma
No céu de minh´alma
É ternura, em mim
Você é isso
Estrela matutina
Luz que descortina
Um mundo encantador
Você é isso
Parto de ternura
Lágrima que é pura
Paz do meu amor


Luís Vieira


Escrito da alma: Madalena às 08:06
| Comenta aqui | ver comentários (3)
Domingo, 3 de Abril de 2005

...

gaivota1.JPG


foto by Miguel Almeida


 Tal como uma gaivota que voa livre ao sabor do vento, meu pensamento percorre caminhos e mares…
Nem sempre há um arco-íris no horizonte, para pintar de mil cores o céu, nem sempre há um raio de sol que ilumina esses caminhos. E assim perdido, segue o voar do tempo em busca de um pôr-do-sol ou de um amanhecer resplendoroso…
Mas, como a gaivota que estende suas asas num céu pintado de azul, o pensamento deixa-se embalar pela brisa que sopra, pelo cheiro a maresia, e segue viagem em busca de um sorriso…
Então para por instantes nas ondas do mar…deixa-se envolver nelas, num vai – vem sem fim! Descobre como o mar acaricia a areia, com doçura, com carinho, sempre um pouco mais e sem nuca desistir de abraçar sua amada.
Finalmente, meu pensamento prendeu-se e ficou por ali, encontrou um raio de sol que em cada noite se transforma em raio de luar, um sorriso que ilumina e se reflecte nas ondas do mar…
Voa pensamento nas asas de uma gaivota que voa livre num céu infinito, e que te leva a cada instante para aquele mar que te espera!!!


Escrito da alma: Madalena às 19:25
| Comenta aqui | ver comentários (1)
Sexta-feira, 1 de Abril de 2005

Olhar para trás prá quê?

olhos.jpg


Olhar para trás pr'a quê? Já nunca mais Regressarão no tempo horas vividas.



A nossa vida morre
em cada dia
em cada dia nasce
uma outra vida.
Não prendas o olhar
ao coração
que esse fica
perdido nas lembranças
projecta-o nas lonjuras
que te esperam.
Inunda-o de paz e
de esperanças.


autor desconhecido




Escrito da alma: Madalena às 08:26
| Comenta aqui | ver comentários (5)

Você não sabe...

arco.gif


Você não sabe,
Mas está comigo
Neste canto.
Eu quero lhe dizer
Dos encontros que tivemos
sem que fosse preciso estarmos juntos.  


E agora, é um desses instantes
que a mim  chega com som de sacramento,
E que não importa onde você esteja,
Porque eu o alcanço em pensamento
Com toda a maciez deste momento.


E então, lindo menino,
Quero Lhe dar o que
Me vai na alma...
Leve com você este suspiro rosa,
Leve com você o meu pensar azul,


O meu sorriso verde, este carinho branco,
0 meu olhar brilhante, esta paixão dourada.
Leve com você, nesta hora,
Com muita força e calor,
Aquilo em que me transformo
Para você...
Um arco-íris do amor.


Do  livro
AMAR PODE DAR CERTO
 Roberto Shinyashiki


Escrito da alma: Madalena às 08:09
| Comenta aqui

.Meu selo...


fg.jpg


.Meu outro blog


Image Hosted by ImageShack.us

.Outro Blog Meu


Image Hosted by picoodle.com

.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.Meu contador de visitas...