Quarta-feira, 29 de Setembro de 2004

Coisas do meu pensamento...

Meu pensamento voando,
Sem rumo vai viajando,
Faz viagem de encantar,
Conhece um ou outro amigo,
Mas por falta de porto de abrigo
Volta sempre ao mesmo lugar;


Depois fica a recordar
Gente e lugares que conheceu
Normas e métodos de vida,
Alberga nele saudades
Daquilo que só ele viu
Traz-me a mente enriquecida.


Que graça tem o meu pensamento
Vagueando sem ter paragem,
Transpondo qualquer barreira,
Tudo isto ele faz,
Mesmo sentindo-se incapaz
De sair da minha beira!


Celeste Maia


Escrito da alma: Madalena às 07:59
| Comenta aqui | ver comentários (5)
Terça-feira, 28 de Setembro de 2004

...

osventos.jpg

                           Palavras para quê?!

Escrito da alma: Madalena às 08:21
| Comenta aqui | ver comentários (1)
Segunda-feira, 27 de Setembro de 2004

...

Segundafeira.gif


O tempo, é como a areia. Pegamos nele para o aproveitar ao maximo, mas ele foge-nos entre os dedos. Preciso de tempo!!!


 As vezes, sem nos darmos conta, queremos que o tempo corra, quando na verdade era bem melhor que andasse devagar. Queria ter tempo!!!


Queria que o fim de semana fosse de novo agora, e de novo estar perdida nas margens daquele rio. Estar novamente naquele lugar, que este fim de semana, tinha cheiro a uva, vinho doce, broa quentinha... Volta tempo!!!


Quantos sorrisos encontrei? Não tem conta!! Como pode aquela gente, cansada de trabalhar, estar permanentemente com um sorriso nos labio? Boa gente!!


Se pedi ao tempo para parar e este não parou...agora peço que corra veloz e me leve de novo para aquela terra que tanto gosto e para aquela gente que adoro...


Escrito da alma: Madalena às 09:00
| Comenta aqui | ver comentários (2)
Domingo, 26 de Setembro de 2004

sim...não...talvez

Talvezesperanca2.gif


Três palavras que mexem com sentimentos e podem alterar o rumo de uma vida...


É preciso pensar bem nas palavras que dizemos...


Escrito da alma: Madalena às 23:30
| Comenta aqui

O verbo mais lindo...

eutamei.gif


De todas as palavras, esta é a que nos faz tremer sem ter frio, sonhar sem dormir...


É de todas, a mais sentida, a mais desejada!


Ela sozinha faz um coração bater mais rapido e até pode fazê-lo parar...


Pode dar felicidade ou pelo contrario, imensa tristeza...


É sem duvida uma palavra magnifica!!!


Escrito da alma: Madalena às 21:32
| Comenta aqui
Sexta-feira, 24 de Setembro de 2004

Amizade...

amizade(1).gif

Escrito da alma: Madalena às 20:21
| Comenta aqui | ver comentários (6)

Amigo...dom de Deus

Meu amigo
Não me perguntes porque te escolhi
Entre tantas outras pessoas
Aparentemente tão mais próximas do que tu!...


Não me perguntes
Como nasceu tamanha sintonia interior
Tão grande afeição e carinho
Tanta ternura  e dedicação


Não me perguntes
Como posso sentir a nossa amizade
De forma tão forte e profunda…
Tão profunda que até a ti te confunde!...


Não me perguntes porque foste eleito uma das pessoas mais lindas
Da minha vida,
Alguém tão especial, tão querido, tão dentro!...


Não me perguntes
Como foi possível descobrir a pessoa que és
Tão rapidamente
E encontrar «alguém»
Que até para ti é desconhecido!...


Não me digas que exagero!...
Não me digas que não é bem assim!
Não me digas que não és a pessoa que eu «conheço» e amo!


Diz-me…apenas…
Que também és meu amigo,
Mesmo que não saibas viver esta amizade
Com a mesma intensidade!!...
Ok?...


Anónimo


Escrito da alma: Madalena às 08:24
| Comenta aqui
Quarta-feira, 22 de Setembro de 2004

Lilás...

lilasblanc.jpg



Aqui sozinha, sem nada para fazer…ou melhor dizendo, sem vontade de fazer nada, deixo a memoria voar para longe.


Voo para um ano qualquer de minha infância.


Sinto o cheiro do lilás. Adoro lilás!


As moradias que circundavam nossa «citée» estavam floridas com aquela flor tão bonita…eram de várias cores…aquelas ruas pareciam uma tela colorida com o lilás exalando seu doce perfume.


Como sempre, um conjunto de miúdos, sempre liderados pelas «manas»… faziam uma inspecção aquelas arvores floridas e colhiam todas aquelas que se atreviam a passar o muro ou a vedação de quem pertenciam…


Perdia-me no seu perfume e na sua beleza, principalmente no lilás branco!


Voltávamos com os braços cheios de ramos coloridos, que nos dificultava a visão e fazia sempre, inevitavelmente um de nos tropeçar e cair…o que levantava claro esta a risada geral. Já se fazia apostas em quem cairia com seu ramo naquele dia!!! Ramos enormes que nossos pequenos braços tinham dificuldades em segurar.


 Já tínhamos uma boa freguesia para nos comprar uns raminhos. Não pedíamos muito…o suficiente para um doce…que ao fim eram partilhados pela cachopada toda. Não me lembra de um bolo me saber tão bem como naquela altura.


Claro que isto era um segredo…ai de nos se nossos pais soubesse que recebíamos dinheiro pelos ramos!!!


Quantos piqueniques fizemos, sentados na relva debaixo de um pinheiro, que sempre foi nosso guarda-sol.


Todos os anos repetia-se a venda do lilás…


Tempo de sorrisos, gargalhadas bem sonoras, gritos de alegria…mil e uma brincadeira e segredos partilhados.


Hoje cheira-me a lilás !!


 


Escrito da alma: Madalena às 12:30
| Comenta aqui | ver comentários (4)
Terça-feira, 21 de Setembro de 2004

...

CAW62S3F.jpg


Escrevi e apaguei não sei quantas vez... Não consigo pôr nas minhas palavras a dor de te ter perdido. Teria talvez de inventar algumas, mas sinceramente, não acredito que seja capaz disso. Doi tanto!!


Ontem chegou a noticia que finalmente tinha nascido teu filho: Théo Freddy. Dizem que é parecido contigo! Ainda bem! Uma parte de ti esta e estara sempre com ele assim como está em nos.


Hoje, és a estrela mais brilhante do firmamento, que nos guia dia a após dia com sua luz... Estas vivo nas nossas memorias e renasces de novo naquele pequeno anjinho a quem terias chamado filho.


Saudades de ti meu querido Freddy.


Ao meu sobrinho


Escrito da alma: Madalena às 08:30
| Comenta aqui | ver comentários (1)
Segunda-feira, 20 de Setembro de 2004

A tí meu amigo...

anjinhazul.gif


A ti meu amigo, que hoje encontrei por acaso, perdido no meio da multidão...


que com mil palavras partilhadas fizeste meu dia parecer mais bonito...


que com carinho me embalaste nas asas do tempo...


e feito anjo estiveste comigo, aturando meus disparates...


A ti que talvez não volto a encontrar...


Deixo-te aqui um anjinho azul para te acompanhar e guardar em cada novo amanhecer.


Obrigada!


Escrito da alma: Madalena às 22:28
| Comenta aqui

...

tristeza.jpg


Uma lagrima cai sem fazer ruido. Não tenho como a parar. Cai devagarinho, mas no seu cair, leva bocadinhos do meu coração... Ou sera que é o coração que se desfaz numa lagrima?


Não conhecia a dor de um coração magoado...


Oxala ninguem mais a sinta, porque ela doi demais...


Por isso deixo a lagrima correr sem se quer a limpar. Talvez assim o coração não sofra tanto...


Talvez...


Escrito da alma: Madalena às 13:04
| Comenta aqui | ver comentários (1)

Meu fado...

Chuva


As coisas vulgares que há na vida
Não deixam saudade
Só as lembranças que doem
Ou fazem sorrir


Há gente que fica na historia
Da historia da gente
E outros de quem nem o nome
Lembramos ouvir


São emoções que dão vida
Á saudade que trago
Aquelas que tive contigo
E acabei por perder


Há dias que marcam a alma
E a vida da gente
E aquele em que tu me deixaste
Ñão posso esquecer


A chuva molhava-me o rosto
Gelado e cansado
As ruas que a cidade tinha
Já eu percorrera
Ai, meu choro de moça perdida
Gritava á cidade
Que o fogo do amor sob a chuva
Á instantes morrera


Achuva ouviu e calou
Meu segredo a cidade
E eis que ela bate no vidro
Trazendo a saudade.


Mariza


Escrito da alma: Madalena às 10:03
| Comenta aqui
Domingo, 19 de Setembro de 2004

...

chuva2.jpg


Há muita coisa espalhada pela natureza que me desperta para um mundo de sensações, de sonhos...


Estas, são duas delas...


Papoilas, flor da minha alma, vermelha ou branca, flor sempre singela que se deixa embalar pelo vento...


Chuva... Lagrimas... Lava a terra, lava a alma...


Escrito da alma: Madalena às 19:18
| Comenta aqui

...

card_101_r.gif


Se houver alguma coisa que possa despertar um sorriso...porque não usa-la?


Se por alguma razão conseguir esse sorriso...já tera valido a pena estar aqui.


Escrito da alma: Madalena às 18:12
| Comenta aqui

Amor louco...

O relógio marca a hora
Da chegada e da partida
Amor não te vás embora
Não tolero a despedida


Só eu sei quanto te quero
Amar-te não é segredo
O meu amor é sincero
De te perder tenho medo


Fica comigo te peço
Não me dês desilusão
Se não és o que mereço
Maldito o meu coração


Amar-te-ei loucamente
Tu podes acreditar
Eu juro solenemente
Que nasci para te amar


Escrito da alma: Madalena às 18:06
| Comenta aqui | ver comentários (1)
Sábado, 18 de Setembro de 2004

...

Palavras1.jpg

Nos olhos, espelhos da alma, estão escritos com lagrimas ou sorrisos todos os sonhos e todas as magoas de um coração. Basta por vezes olhar com um pouco mais de atenção e descibrir o quanto uma alma pode ser bonita...

Escrito da alma: Madalena às 18:41
| Comenta aqui

...

dormir.bmp


Sonhar...Amar...Dormir...


Dormir...Sonhar...Amar...


Amar...Dormir...Sonhar...


Não importa a ordem...sera sempre bom demais!!!


Escrito da alma: Madalena às 11:44
| Comenta aqui | ver comentários (1)

...

4.jpg


Há dias em que não se devia acordar...


Era tão bom poder ficar na cama, dormir e sonhar, e não ter de se levantar e levar com um dia triste logo ao primeiro olhar. Mas a vida é assim mesmo e não nos facilita o tempo.


Temos que apesar de tudo, levantar e fazer com que o dia valha a pena...mas á que custo!!!


Escrito da alma: Madalena às 11:38
| Comenta aqui | ver comentários (3)
Quarta-feira, 15 de Setembro de 2004

Ilusão

Alguém procuro
no horizonte escuro,
que me deseje e compreenda,
sem querer dar emenda


áquilo que meu corpo herdou
e me ame como sou,
tolerando meus defeitos
amando minhas vitudes.


Alguém procuro que alimente
minha paixão pela vida,
minha alma de poeta, ardente,
em doces lamentos perdida...


Alguém procuro que ajude
a entender meu sentimento,
boémio e ardente e confuso,
a tudo igual, de tudo diferente.


Alguém procuro que sinta
a beleza de amar e viver
as coisas boas e más da vida
em desafios que agrada ter.


Alguém procuro, até que encontre,
para viver paixão constante,
intensa e única e verdadeira
como naquela vez primeira.


António Eco


 


Escrito da alma: Madalena às 18:54
| Comenta aqui | ver comentários (1)

Uma folha...

Sempre me considerei uma boa ouvinte e adoro conversar. Mas, a verdade é que raramente falo de mim e poucos são aqueles com partilhei um pouco de minha vida. Então hoje decidi que aos poucos e de vez enquando, iria escrever algo que tenha directamente a ver comigo. Serão sempre pequenos textos e nunca em ordem cronológica. Escreverei conforme minha memória e dependendo do momento em que a lembrança trás de volta ao pensamento esses fragmentos de minha historia, assim:

As manhãs de escola!...

Lembro as manhãs frias em que nos custava tanto levantar... O cheirinho do pão quente e do leite a fumegar nas tigelas. Mal conseguiamos abrir os olhos, queríamos dormir mais um pouco...! Lá fora, já os amigos e colegas das manhãs esperavam por nos...minha irmã e eu.
Tomávamos o quequeno almoço a correr e depois o martírio: pentear!!!
Nossa mãe de escova em punho esperava pacientemente, que chegasse o momento de enfiar seus dedos no nosso cabelo. Ela adorava fazer isso...
Mas que sacrifício!!! Tinha cabelos tão compridos que levava uma eternidade a pentea-los e ela metia tanto gosto, tanta ternura na tarefa de os alisar, esticar, prender, que nunca mais vía o fim daquele suplicio.
Isso durou até eu fazer 16 anos, ai, não sei bem porquê mandou-mos cortar bem curtos...radical!!! Ainda me lembro da sensação de pânico ao ver meu cabelo espalhado pelo chão e do olhar apavorado que meus olhos refletiam no espelho. Nunca me senti tão nua como naquele dia.
Depois da sessão de tortura, lá vinha a partilha, que foi marcando nossas manhãs de infância. Não sabia apertar os atacadores e minha irmã não sabia distinguir qual sapato...qual pé!...Assim, eu punha-lhe os sapatos direitinhos e ela em troca fazia-me os laços nas sapatilhas... Pequenos momentos que hoje trazem um sorriso de nostalgia mas que na altura era um segredo muito bem guardado.
Enfim prontas, lá íamos nos por mais um dia de escola...
Enquanto esperávamos pelo autocarro que nos havia de levar para nossa prisão de todos os dias, e pelo qual rezávemos que não chegasse, cantávamos as canções que estavam no top naquele momento. Éramos uns quantos...bem desafinados a cantar bem alto para espantar o frio que nos geleva as mãos e a ponta do nariz, logo pelas 7:30 da manhã.
Acho que fomos, durante esses anos, o despertador de alguns vizinhos...mas nunca ninguém se atreveu mandar-nos calar!!
Assim começava nossos dias de escola...e que saudade dessas manhãs ensonadas e alegres...

Escrito da alma: Madalena às 08:29
| Comenta aqui | ver comentários (1)
Segunda-feira, 13 de Setembro de 2004

O valor de um sorriso...

 

sorriso.jpg


Um sorriso custa pouco,mas vale muito.
Não empobrece quem o dá e enriquece quem o recebe.
Um sorriso é um gesto de compreensão e exterioriza solidariedade.
Às vezes,dura só um instante,mas perdura para sempre na lembrança.
Um sorriso é um conforto na tristeza,uma mensagem de simpatia, um sinal exterior de amizade.
O sorriso é o único meio de melhorar a tua aparência.
Ninguém é tão rico que possa oferecer a todos.
Um sorriso tem valor desde o momento em que se dá,por isso,seja generoso e dê o seu,porque ninguém precisa tanto de um sorriso como aquele que não sorri.


Escrito da alma: Madalena às 20:03
| Comenta aqui | ver comentários (1)
Domingo, 12 de Setembro de 2004

...

anjos5.jpg


Acredito que em algum lugar, há alguém que vela por mim... Sei que um anjo, sem asas, esta sempre presente, dando-me sua mão sempre que a vida me pareça triste e sem sentido... As vezes quando ouço o vento soprar, tenho a sensação de ouvir chamar... hoje eu sei que é esse anjo que num murmurio, diz meu nome baixinho para que nunca mais me sinta só... Todos nos temos um anjo, sempre a nosso lado. Eu tive sorte... encontrei o meu!


Escrito da alma: Madalena às 15:39
| Comenta aqui | ver comentários (3)

Palavras

O que são palavras?
De que boca saíram e em que ouvido irão morrer?
Algumas destinadas aos corações acabam perdidas no vento, outras morrem nos lábios de quem as querem pronunciar.
Ás vezes magoam, umas sem querer e outras com tanta violência que podem mesmo matar.
No entanto, ás vezes são capazes de reconfortar, acarinhar e devolver a vida de quem espera por elas.
Eu conheço duas palavras, as mais bonitas do dicionário! Elas enchem os corações de alegria e as almas de paz. São flores a desabrochar na primavera, doce caricia do sol quente de verão, nostalgia dos tons amarelos-alaranjados do outono e são o silêncio e a paz da neve tão querida da minha infância.
A primeira, que me deu vida: AMOR...
É cheia de carinho, de felicidade, de paixão. Amor pela minha familia, por meu filho, luz de minha vida, razão do meu viver e...amor por meus amigo. Amigos que me levam a segunda palavra: AMIZADE.
Quem disser que vive sem amizade é porque não sabe que já está morto. Viver sem sorrisos, sem palavras de carinho, sem uma mão amiga, é impossível!
Para mim é impensável e até insustentável a ideia de viver sem ela.
Mais... eu nem preciso de as ouvir, basta-me senti-las. E podem querer as sinto cada brisa suave que me beija a face, em cada pingo de chuva que canta melodias de saudades, em cada olhar de carinho e em cada sorriso de todos aqueles que eu amo...


Escrito da alma: Madalena às 15:22
| Comenta aqui
Sábado, 11 de Setembro de 2004

...

pombinha.gif


Ao amanhecer descobrirás que tens uma vida para viver, ao anoitecer descobrirás que tens outra para sonhar! Faz da vida o teu dia e do sonho a realidade!


Escrito da alma: Madalena às 16:43
| Comenta aqui

...

20V7.jpg

Um beijo tem três vidas, nasce na alma de quem dá, permanece no coração de quem recebe e fica na recordação que quem gosta!

Escrito da alma: Madalena às 16:33
| Comenta aqui

ANJOS!!

2angel.gif


AMIGOS são anjos que nos deixam em pé quando as nossas asas têm problemas a lembrarem-se de como voar!!


Escrito da alma: Madalena às 16:25
| Comenta aqui

O tempo.

Outrora meu amigo, meu companheiro.
Os dias passavam ao sabor de minha vontade, as vezes calmo, outras nem tanto.
Sempre presente e sempre bom conselheiro.
Fazíamos tudo juntos: passeios a beira mar, convívio com os amigos, perdíamos horas na leitura de um bom livro ou até mesmo a não fazer nada. Estivesse chuva ou sol, nada nos impedia de dizer óla a quem eu trago no coração.
...Sim, era meu amigo!!


Mas agora tudo esta diferente. De amigo passou a inimigo e quase não me deixa respirar.
Sempre com pressa, passa a correr, levando-me nas suas asas. Não sei como lutar contra esta força e por mais que eu queiraparar, não consigo deixar de voar, agarrada a estes ponteiros que nunca param de girar.


De repente tudo acabou. Já não há livros com a palavra fim, nem areia quente debaixo dos meus pés. Já não há tempo!!!


No entanto, por mais veloz que ele seja, nunca conseguira apagar do meu coração os amigos. E sempre que ele parar para tomar fôlego aqui estarei eu a gritar aos quatro ventos a palavra AMIZADE.


E EM CADA GRITO ESTARÁ TEU NOME!


Escrito da alma: Madalena às 11:57
| Comenta aqui | ver comentários (1)

Uma rosa!

1011-008-91-1042.gif
Na vida, podemos ter muitas alegrias e muitas tristezas. No entanto á algo que marca sempre um momento, um instante... o receber uma rosa!
Um presente sem valor que é capaz de iluminar um coração triste, fortelecer o sentimento, fazer sorrir...
Hoje, sou eu que dou uma rosa, a todos aqueles que me querem bem e que de uma maneira ou de outra se lembram de mim e me dão carinho.
Beijos doces e obrigada!

Escrito da alma: Madalena às 11:53
| Comenta aqui

Beijo

Os lábios tocam-se, roçam,
molham-se carnosos, sofregam,
sorvem a saliva do outro
e provam o sabor um noutro.


A língua sabe a quente e entra,
por dentro e também por fora
por baixo e também por cima,
arde em vontade que queima!


Os dentes tocam de leve, mordem
suavemente os grossos lábios,
os de baixo, que logo surgem
dentro doutra boca, esguios,


sugados dum lado ao outro,
por baixo e por cima agora
por dentro e também por fora
- é bom!, sabe sempre a pouco!


A língua vê-se mordida,
não reage, surpreendida,
goza o gosto da saliva
doutro, que ternamente a beija...


Tocam-se quentes as línguas,
molhadas, violentas,
fustigam ardentes as bocas
em vontade crescente! Loucas!


As línguas sugam-se, aqui e além,
perdidas de ardor e ritmo
em movimentos de vai-e-vem,
ardendo de lascivo mimo.


Caiem, desfalecidas,
sem resistir, sem se mover,
alegres, fogosas e rendidas
á doce vontade de amar.



António Eco


Escrito da alma: Madalena às 11:40
| Comenta aqui | ver comentários (1)
Sábado, 4 de Setembro de 2004

Como uma papoila...

papoila.jpg


Como uma simples papoila ao vento, deixo-me levar pela tormenta que cai na minha vida...Mas como ela, não me deixo arrancar. Agitada pelos vendavais de sentimentos que subjugam meu coração, dobro-me sob a força dos pensamentos e das emoções. E quando a bonança de um carinho volta, fico quieta, simples, corada, da mesma cor que a flor, gritando ao mundo que continuo aqui!!

Escrito da alma: Madalena às 11:41
| Comenta aqui | ver comentários (2)

saudade!...

saudade_4.jpg

Escrito da alma: Madalena às 09:18
| Comenta aqui | ver comentários (5)

.Meu selo...


fg.jpg


.Meu outro blog


Image Hosted by ImageShack.us

.Outro Blog Meu


Image Hosted by picoodle.com

.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.Meu contador de visitas...