Quinta-feira, 9 de Março de 2006

Penso em ti...

quadro77.jpg


A musica toca baixinho, enche a sala de melodia e enquanto deixa cair  palavras de um poema cantado, o pensamento dança ao ritmo da canção...
Tudo fica quieto e o coração segue descompassado os passos de uma dança que as emoções teimam em inventar.
Penso em ti...


A chuva bate na minha janela, chama por mim. A melodia fica mais triste, tornando o poema mais sentido. O cinza do dia pinta a alma de nostalgia, trazendo a saudade.
Nuvens carregadas de sonhos, enchem meu olhar com o teu e no meio da quietude que se faz solidão, a chuva cai em meu rosto.
Penso em ti...


A musica canta mais uma vez a mesma melodia, soltando as palavras que te fazem poema em mim... e a chuva acompanha o mesmo ritmo, como se quisesse fazer parte das emoções que a musica desperta. Olho pela janela  e no reflexo do vidro, as sombras do dia ganham forma.
Penso em ti...


Hoje, vou ouvir a mesma canção... vou deixar a chuva entrar em meu coração.
Quero encher minha alma desse poema que embala meu pensamento e... me faz pensar em ti...


Escrito da alma: Madalena às 11:33
| Comenta aqui
4 comentários:
De Anónimo a 10 de Março de 2006 às 23:19
Oi é minha primeira visita aqui no teu
cantinho. Amei as poesias, são suas?
Beijos com carinho.
NeusinhaNeusa
(http://doceamor2005.blogspot.com)
(mailto:neusamb@gmail.com)


De Anónimo a 10 de Março de 2006 às 13:25
Realmente há musicas que nos tocam e nos trazem ao pensamento pessoas que amamos e momentos de sonho. A musica é um néctar que a alma saboreia deliciada. Também eu tenho musicas que me dizem muito, que me trazem recordações doces ou amargas, mas que me fazem sentir vivo. A musica tece uma renda de sonho que levemente nos acaricia e aprisiona a alma. Ouvir uma musica, sentí-la, é um prazer unico e se ao som dessa musica nos for permitido recordar alguém ai o sonho alcança a sua plénitude. Parabéns pelos teus textos lindos e pela pessoa maravilhosa que és. Obrigado pelo meu despertar (quase) de hoje que foi maravilhoso pelo carinho, atenção e simpatia. Infelizmente o meu PC continua (ruivo) e não consigo escutar a musica do teu blog. Beijos e até logoGonçalo
</a>
(mailto:gacausasdelei@msn.com)


De Anónimo a 9 de Março de 2006 às 19:34
Digo-te como é... Começa por ser inquietude (não se define de outra forma), depois angústia (não se consegue conter), depois esperança (de que estejas lá), depois alegria (porque estás), depois euforia (porque és), depois insegurança (porque podes ir-te), depois tudo junto (porque estás/não estás/podes ser/és/vais/ficas/guardas), finalmente, só então, finalmente a musica dos dois que começa num sussurro, num suspiro, que aumenta, cada vez mais e mais, até se transformar num grito que só tem fim no tempo mas que não termina nos nossos sentidos.Canção que me faz pensar em ti....C.
</a>
(mailto:c@mailbox.com)


De Anónimo a 9 de Março de 2006 às 11:46
Muito bonito os teus textos... se me permites, ainda hoje estarei escrevendo inspirado no teu texto... penso em ti.. fique em paz! Esteja à vontade para visitar meu diário, Lágrimas de um Guerreiro!Ronin
(http://lagrimasdeguerreiro.blogs.sapo.pt)
(mailto:ronin@ronin.com.br)


Comentar post