Terça-feira, 14 de Março de 2006

...

Scotteyechart1-2.jpg


Quando a noite cai serena e pinta o céu com seu manto estrelado, na luz tímida do luar que ilumina as almas solitárias, no silêncio de quem há muito dorme, procuro por ti...


No vale dos lençóis onde os sonhos se repetem noite após noite, na solidão de meu quarto, nas paredes onde as sombras te inventam, no raio de luar que entra pela janela, procuro por ti...


Na musica que toca baixinho uma melodia doce que fala de um amor esquecido, no som de um coração que bate levemente e que embala o sonho, procuro por ti...


Nas minhas mãos que deslizam pelo corpo e tacteiam a pele com as pontas dos dedos, sentindo uma caricia infinita na alma, no cheiro a maresia que invade meus sentidos onde deixaste o teu aroma, no sabor a sal em meus lábios, gravado por um beijo longo e doce, procuro por ti...


Nos sentidos que despertas em cada pensamento, nas emoções que ensinas em cada lembrança, no arrepio que causas em tua ausência, no sonho onde me aguardas, procuro por ti....


No coração que bate só por existires, na alma que se completa no aconchego da tua, encontro-te...


Escrito da alma: Madalena às 10:12
| Comenta aqui
8 comentários:
De Anónimo a 18 de Março de 2006 às 10:25
Oi Madalena, como n podia deixar de ser; tenho lido o teu Blog e acompanhado a sua evolução, kero k saibas k Adoro a tua maneira de escrever e principalmente a tua sensibilidade...
...É Lindo ouvir o coração, ainda k n se possa satisfazer tdos os desejos k o fazem bater...
Beijos fofos dst k nka te xkece....Bruno
</a>
(mailto:kidgordo@hotmail.com)


De Anónimo a 17 de Março de 2006 às 22:01
Talvez a procura incessante de amor, da presença do ser amado, seja uma procura eterna de quem realmente ama... e o amor sente-se verdadeiramente em cada palavra que proferes. Gostei muito.Kita
(http://azuleazul.blogs.sapo.pt/)
(mailto:tricia20@iol.pt)


De Anónimo a 17 de Março de 2006 às 09:11
Muitas vezes a nostãlgia é sinal de impossibilidade............por isso deixo-te algo de que gosto.....Se as coisas são inatingíveis...

ora!...não é motivo

para não querê-las.

Que tristes os caminhos,

se não for

a mágica presença das estrelas!
Ana Luar
(http://aromademulher.blog.simplesnet.pt/)
(mailto:luar_zita@msn.com)


De Anónimo a 16 de Março de 2006 às 13:47
sinseramente este é que é um blog bem feito não sei se te emportas mas eu tive a ler aqui umas coisas... MUITO GIRO... á, as de pençar que sou alguma maluquinha por tar a dizer coisas p´ra aqeui sem te cunhecer...Já agora apresento-me so a maryem de18 anos e sou marroquina to cá em portugal há10 anos e moro em faro... Muitos beijos da tua amiga Bambina...Maryem
</a>
(mailto:hassanandmaryem@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Março de 2006 às 22:02
Oi...

Passei aqui no teu cantinho,e gostei...
esta muito giro. :) Fica Bemmviti
(http://noangel.blogs.sapo.pt/)
(mailto:mviti@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Março de 2006 às 12:14
Oh meu Deus, tanto angústia que praí vai. Este blog está carregado de melancolia, melancolia a mais pró gosto do tipico burgesso como Bitó, ser absolutamente desprovido de energias negativas. Penso que, para além da beleza e sensibilidade inerentes, a melancolia é um sentimento tendenciosamente depressivo e deprimente. desculpa a opinião mas, deixo um conselho: Sejam quais forem as tuas ideias, os teus sonhos ou até mesmo os teus problemas, tenta dar-lhes um pouco mais de côr. Vais ver que ao pintares o esboço que está a preto e branco, ele vai ganhar um pouco mais de vida.

"por ser pra ti, eu uso o eufemismo" já diz o Rui Veloso

beijos
Bitó

nuno
(http://corneto)
(mailto:leslienuno@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Março de 2006 às 11:33
Muitas vezes procura-se na ausência a presença quente de alguém. Procura-se no sabor de uma lágrima o gosto do beijo que nunca se deu. Procura-se no poema de uma musica as palavras que por cobardia nunca falamos, procuramos no toque da nossa pele inventar o toque de outras mãos que nunca nos tocaram. Mas quando alguém ama de verdade o amor não tem que ficar só na imaginação, pode saltar do sonho e viver na realidade. Se um amor for suficientemente forte será real, se houverem dois corações que amem, que acreditem e que queiram. Um amor sonhado pode ser real se for desejo de dois corações que se entreguem na mesma medida e com a mesma vontade. Parabéns pelo teu texto, lindo como sempre. Um beijoGonçalo
</a>
(mailto:gacausasdelei@msn.com)


De Anónimo a 15 de Março de 2006 às 10:17
"Te busque debajo del colchon y en el polvo de la habitacion. Te busque con un ordenador y con la antena del televisor. Te busque por toda la ciudad y en el pozo de la soledad. Te busque en los ojos del dolor y en los ojos de la diversion. Te busque en el corazon y alli estabas tu en un rincon, te busque en el corazon
y en silencio oi tu voz... Te busque en el oro y el placer y en el cuerpo de alguna mujer. Te busque en las drogas y el alcohol y en los vicios y en la corrupcion. Te busque en los templos de oracion y en los libros que hablan del amor. Te busque por toda la ciudad y en el pozo de la soledad. Te busque en el corazon y alli estabas tu en un rincon, te busque en el corazon y en silencio oi tu voz..." - Ignacio Cano 1986. Beijo-te...toda!C.
</a>
(mailto:c@inbox.com)


Comentar post