Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

Minha despedida...

 

O Outono é minha estação alma. É ele que pinta meus sentidos. Adoro suas cores, seus aromas e essa sensação de despedida que deixa no ar… Outono é saudade…

Não há momento mais bonito para se virar uma pagina, para relegar para a memoria aquilo que um dia foi ou desejou-se que fosse…

 

Assim chega a hora, para mim de fechar este livro, que foi minha vida escrita e descrita nas palavras que se vestiram de sentidos e se fizeram emoção… Muita coisa aconteceu nestes quase cinco anos de partilha com quem quisesse me ler. Momentos bonitos, mil sorrisos e tantos outros feitos de lágrimas e de dor…uma dor que muitas vezes nem eu entendia.

 

Escrever foi o lavar a alma, sarar feridas, secar lágrimas mas também foi sorrir, amar e sonhar. Todos os sentimentos que se podem partilhar, eu coloquei aqui. Todos verdadeiros e sentidos. Muitas vezes os reli em outros blogs, sites e afins…nem sempre assinados mas não deixam de ser meus, sempre fui plagiada mas isso nunca me preocupou, afinal sou humana e os meus sentidos são iguais ao de toda a gente.

 

Não sei se vou deixar de escrever, talvez isso seja impossível, mas aqui, neste meu cantinho que já some quase 300 000 visitas não mais vou deixar falar a emoção. Não vou eliminar porque não quero destruir estes anos que são meu passado, vou apenas deixar de lhe acrescentar vida…

 

As vezes sentimos vontade de encerrar um capitulo, de o fechar para o guardar bem fundo na alma e no pensamento e para mim este é o momento… Preciso guardar para mim aquilo que me fere e me faz sonhar, analisar com calma e decidir sozinha aquilo que devo ou não fazer…Preciso ser eu apenas.

 

Assim, despeço-me de todos os amigos, visitantes e de todos aqueles que por vezes perdem tempo para me ler. Despeço-me com um sorriso e com uma pontinha de saudade… Mas despeço-me com a certeza que o Outono além de ser despedida, também é renovação…

 

Um beijo terno  

 


Escrito da alma: Madalena às 13:16
| Comenta aqui
11 comentários:
De Fallen Angel a 28 de Setembro de 2008 às 22:26
É pena também tu fechares este livro. Apesar de não comentar sempre, eu gostava de te ler.
Desejo toda a felicidade e se voltares atrás, estarei eu aqui para continuar a ler a tua escrita que tem muito sentimentos.
Aqui deixo um grande beijinho e mais uma vez desejo as maiores felicidades.


De Mico a 28 de Setembro de 2008 às 22:59
Sempre tentava arranjar coragem para comentar, mas não encontrava as palavras certas. Hoje, infelizmente , depois de tantas visitas ao teu blog, por te achar tao parecida, nas cores, nas musicas, no Outono, até mesmo nas palavras, fico em parte triste por saber desta tua decisão. Mas aceito a tua vontade, é preciso fecharmos ciclos na nossa vida e não tarda eu fecho também o ciclo dos meus blogs, acho que só espero pelo final do ano, por considerar a melhor altura para fechar certos clicos.
Para não alongar-me muito mais, quero dizer-te muito sinceramente que gostava e vou gostar do teu blog e mesmo sem conhecer a pessoa que está por "detrás" do blog e que também gostava de conhecer, posso dizer que gosto de ti pela verdade e sinceridade que empregas em cada palavra. Se um dia voltares, eu vou estar aqui para ler de novo, um pouco mais de vida.
Um beijo grande ;)


De Patricia a 29 de Setembro de 2008 às 14:12
Olá Madalena,
Nunca deixei nenhum comentario, porque nunca achei palavras tão bonitas como as tuas para descrever o que lia no teu blog. Quando leio os teus poemas parece que me vejo neles parecia que estavas a descrever o que estava a sentir...
Gostava muito que não deixasses de escrever... pk já era um vicio vir ler-te..beijos desta admiradora


De Catarina a 3 de Outubro de 2008 às 01:01
Olá, só há dias tive o prazer de conhecer o teu blog e fiquei deliciada com a tua escrita e hoje fiquei triste ao ler esta mensagem de despedida, mas ao mesmo tempo senti que vai ser bom para ti. Às vezes temos que deixar partir e cortar com o passado, fechar uma porta, para que se abra uma janela.
Eu acredito que na vida o amor está sempre presente, mesmo quando doí de alguma forma Ele está presente.
Sentir amor por mim e pelo todo é o k me dá força e alegria para viver.
Força também para ti e mta mta alegria e amor para a tua vida.
Bem-hajas pelos bons momentos que tive ao ler os teus textos. Beijinhos e lembra-te de k és especial.


De Anónimo a 20 de Outubro de 2008 às 17:01
Vejo que continuas apaixonada, sofredora por isso mesmo. Continuas a ver o mar e a deixar que as lágrimas se misturem com ele. Se te ajudar, saberás que aquele fio invisivel que liga a memória, ainda não se quebrou.
Um beijo
Júlio


De Celia a 21 de Outubro de 2008 às 01:26
Nem quis acreditar quando li estas palavras......ainda nao quero!
Assim como outros leitores que pude verificar, tb eu nunca tive coragem para deixar comentarios.....
Respeito a tua decisão,, no entanto tentar nao custa POR FAVOR, NAO DEIXES DE ESCREVER PARA NÓS!!!!
Porque tu és sem duvida a Oitava maravilha do nosso mundo!
Beijos


De Natália a 21 de Outubro de 2008 às 19:06
Amiga,
Eu encontrei o teu blog por acaso...e encantei-me com tamanha sensibilidade e grandeza de alma...
Parabéns! E peço-te: Continua...as tuas palavras afagam minha alma e preenchem o vazio da minha solidão!!
Deus te abençoe e ilumine sempre!
Bjs no teu doce coração!


De Windy a 26 de Outubro de 2008 às 05:35
Olá!
Não conseguirei escrever como você por isso usarei palavras simples. Eu estava procurando sobre anjos no google por algum motivo encontrei seu blog. Hoje faz um mês que abandonou as postagens pelo que eu vi. Não consegui ler tudo o que você escreveu, mas percebo que tem um dom. Um dom que deve usar para ajudar as pessoas. Parece que tem um dom de entendimento e de palavra incrível, dons que não podem ficarem ocultos dentro de você. Se não postará mais, então utilize toda essa sua força pelas pessoas que você ama, utilize o que tem para ajudar o próximo. Tudo tem uma razão para acontecer. Deus esta em tudo e em todas as coisas. Desde uma lágrima a um sorriso. E Deus não quer que você pare de escrever. Por algum motivo talves atraves de mim Ele quer que você continue a seguir essa longa estrada da vida escrevendo. Tocando aos outros e fazendo as pessoas refletirem. Mas não esqueças da existencia Dele, não sei se você acredita em Deus, mas sei que Ele acredita em você. Continue escrevendo e futuramente monte seu próprio livro e ao final agradeça a Deus. Não te conheço e nem sei quais os problemas que enfrenta. Mas Deus conhece toda a dor que tem em seu coração. E ele sempre te levantará. Em nome de Jesus eu lhe dou apoio e força para não abandonar os dons que tem. Fica com Deus pois contigo ele sempre estará. =)


De Anónimo a 9 de Novembro de 2008 às 00:51
Olá Madalena
Foi com surpresa e acima de tudo com tristeza que hoje li a “Minha Despedida”.
Não imagina como lamento, por mim, a sua decisão, pela falta que me irá fazer poder contar consigo, através da leitura dos seus “poemas”, tão cheios de beleza, sentimento, sensibilidade e emoções, que tão bem sabe traduzir em palavras e que me transmitem a tranquilidade de que tantas vezes preciso para me evadir das minhas próprias desilusões.
Tantas foram as vezes que ao lê-la me identifiquei com as suas emoções, que meus olhos se humedeciam e o meu coração ficava apertadinho. Mas era bom saber que estava aí para que me pudesse deliciar com tanta beleza contida nos seus textos.
O seu blog foi-me indicado por um amigo e desde então, há talvez cerca de dois anos que a venho visitanto (por volta de Outubro/2006). Quando comecei a vê-lo ainda tinha como foto de apresentação uma gaivota sobrevoando o mar (foto linda por sinal). Ao principio ainda deixei alguns comentários, mas depois passei a visitá-la silenciosamente, por tão dificil ser expressar em palavras aquilo que me fez sentir. Fui assistindo às suas alterações, sempre me surpreendendo, até à introdução de música, excelentemente escolhida.
Obrigada por isso. Por tanto me ter dado sem nada em troca.
Se um pedido me é permitido fazer, peço-lhe que não deixe de escrever. Seria uma perda lamentável.
E se não por aqui, talvez um livro para publicar, porque não? Talento e sensibilidade tem de sobra. Acredite que os seus leitores iriam agradecer.
Oxalá não elimine de facto o seu blog porque assim poderei relê-lo quando disso sentir necessidade.
Resta-me acrescentar que para além da profunda beleza da sua escrita o seu blog é dos melhor construidos que alguma vez pude ver. Parabéns também por isso.
Li outros comentários feitos a esta sua despedida e estou com eles. Se alguma vez voltar, cá estarei para continuar a “acompanhá-la”.
Eu lhe desejo muitas felicidades e mais uma vez aqui fica o meu obrigada.
Mafalda


De torpedo gratis a 6 de Abril de 2011 às 20:33
Muy Bien


Comentar post

.Meu selo...


fg.jpg


.Meu outro blog


Image Hosted by ImageShack.us

.Outro Blog Meu


Image Hosted by picoodle.com

.posts recentes

. Uma outra vida...

. Minha despedida...

. Sou Outono...

. A oitava maravilha do "no...

. Liberta-me, mas...fica...

. Todas as dores...

. Paz é tudo o que peço...

. Lamento...

. Vives em minha saudade...

. Sou o que sou...

. Chuva...

. Eu...

. Lagrimas...

. Em tuas mãos...

. Mãe...

. Beija-me...

. É teu...

. Asas de sentimento...

. Desisto...

. Beijo-te suavemente...

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.Meu contador de visitas...